Copas
Nenhum comentário

A 10 Canarinha na Copa América 2024 tem dono: Rodrygo

Copa América 2024 rodrygo camisa 10 2024 Copa América

Ás vésperas da Copa América 2024, Rodrygo segue confirmando, atuação após atuação, que deve ser o dono da lendária camisa 10 da Seleção Brasileira.

Neymar tem chance de voltar em breve. Acredita que ele poderá reconquistar a numeração, ou Rodrygo já a possui para si?

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

Por que Rodrygo deve ter a 10 Canarinha na Copa América 2024?

Não é de hoje que observamos a versatilidade de Rodrygo como jogador de futebol. Seja no Santos, no Real Madrid ou Seleção Brasileira.

Desde o início de sua carreira, quando tinha apenas 16 anos, foi testado em diversas posições no Santos, tendo jogado de ponta direita, ponta esquerda e até mesmo centroavante (como um falso 9).

Se, em alguns momentos, escolhia algumas jogadas de forma equivocada, isto foi mudando gradualmente, desde sua chegada ao Madrid.

Ali, sob a batuta de Carlo Ancelotti, se tornou um jogador ainda mais versátil, capaz de entender quase todas as posições de ataque e exerce-las com maestria.

Pelos Merengues, na temporada em que o Rayo marcou os gols decisivos para a conquista da Champions League (2021/22), ele costumava entrar no lugar de Valverde, bem aberto na ponta direita.

Entretanto, quando vemos os gols por ele marcados, contra Chelsea e Manchester City, por exemplo, ele aparece como elemento surpresa, dentro da área, como um centroavante de ofício, para marcar.

Isto demonstra sua capacidade absolutamente insana de entender os espaços e atacá-los, independente do setor em que está atuando.

Na última temporada (2023/24), com mais uma Champions League e La Liga adicionadas ao seu currículo, ele jogou como dupla de ataque de Vinicius Jr, na maioria dos jogos.

Benzema saiu da equipe para dar lugar à Bellingham. O inglês atuou como um meia atacante bastante avançado, enquanto os brasileiros formavam a frente.

No papel, quando esquematizado, parecia uma dupla de ataque tradicional, o que não se traduzia na realidade.

Vini Jr realmente ficava mais restrito à ponta esquerda, mas Rodrygo se movimentava livremente, fazendo todas as posições de ataque, inclusive procurando Vinicius em sua posição para buscar associações.

Algo semelhante já aconteceu na Seleção Brasileira. Quando Neymar estava em campo, vestindo a camisa 10, Rodrygo foi deslocado para a ponta direita.

Em outros momentos, Raphinha era o dono da posição e o Rayo era o falso 9.

Com a ausência de Neymar decorrente de sua lesão, o camisa 11 do Real Madrid adotou para si a camisa lendária.

O detalhe é que, discutível ou não, Rodrygo foi o melhor jogador da Seleção na imensa maioria dos jogos, jogando nas mais varias posições.

O atleta parece ter entendido a responsabilidade de vestir esta camisa e não se omite em nenhum momento, sempre buscando receber as bolas para definir a jogada.

Isto ficou bastante claro na última partida antes da Copa América 2024, contra os Estados Unidos. O Brasil conseguiu apenas o empate em 1×1, numa partida em que o sistema defensivo brasileiro teve um péssimo desempenho.

Porém, o ataque foi capaz de criar muitas oportunidades, a maioria delas, através de Rodrygo.

Rodrygo alcança 50 gols pelo Real Madrid: "Estou aqui para fazer história" | futebol espanhol | ge

Imagem: Getty Images

A escassez de jogadores na posição

Atualmente, a posição de camisa 10, principalmente no futebol brasileiro, parece estar em escassez.

Se, em outros tempos, era uma das posições em que se encontrava jogadores de qualidade imensa em abundância, hoje não é bem assim.

Com a dinamização do jogo, os jogadores de maior cadência, típico desta posição, foram ficando de lado.

Além disto, Neymar que é uma unanimidade na questão técnica, passou a ocupar esta função, tendo em vista seu declínio físico, que o incapacita de atuar como extremo esquerdo, posição em que fez tanto sucesso no Santos e no Barcelona.

Um outro jogador que poderia disputar esse setor e que já teve boas atuações com a Amarelinha é Lucas Paquetá. Apesar de fazer parte do elenco que disputará a Copa América 2024, vive o drama das acusações envolvendo esquemas de apostas.

Ademais, têm características que combinam melhor com um segundo volante, dando qualidade na saída de bola do Brasil.

Porém, fato é que se Neymar tivesse seguido o que se esperava de sua carreira, a 10 estaria garantida por mais alguns anos.

Neymar falou sobre defender o Al-Hilal no Mundial de Clubes de 2025

Imagem: Yasser Bakhsh/Getty Images

Vemos Messi, com seus 36 anos, representando a camisa 10 com muita classe.

Neymar, quatro anos mais jovem, segue tendo uma lesão atrás da outra e, mesmo que consiga voltar a atuar, fazê-lo em alto nível, com o ritmo que pede o futebol hoje em dia, será muito difícil.

Como se não bastasse, terá que superar Rodrygo neste quesito, que vem pedindo passagem.

E para você quem deve ser o camisa 10 do Brasil nesta Copa América 2024?

Rodrygo manda mensagem a Neymar após usar a 10: "Essa camisa é sua" | O Popular

Imagem: Rafael Ribeiro CBF

Escrito por Vitor F L Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Copas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.