2004: O Ano das Zebras

2004 grécia

Há 20 anos, em 2004, o futebol viveu um ano atípico. Nos mais diversos campeonatos pelo mundo, os campeões foram completamente inesperados, desbancando equipes e seleções favoritas.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

Porto campeão da Champions League 2003/2004

O Porto é uma equipe tradicional no cenário europeu, sendo o segundo maior campeão português, contudo na Champions League de 2004 o que mais chamou atenção no maior torneio de clubes do mundo, foi a final diante do Mônaco, que chegava a final pela primeira e única vez em sua história.

Ambas equipes deixaram gigantes pelo caminho, com vasta tradição na competição como Manchester United, Real Madrid, dentre outros.

O título da Champions League com o Porto mostrou de vez para o mundo quem era José Mourinho. Dali em diante o português passou a ganhar os mais diversos títulos e se consolidar como um dos melhores técnicos de sua geração, marcando seu nome na história.

Na final, os comandados de José Mourinho deram um show e venceram o Mônaco por 3×0, com atuação de gala de Carlos Alberto e Deco. O meia naturalizado português, inclusive, foi eleito o melhor jogador da competição.

Porto conquista a Europa | UEFA Champions League | UEFA.com

Foto: UEFA.com

Valencia campeão La Liga e Copa UEFA

O Valencia foi vice-campeão da Champions League 2 vezes seguidas, contra Real Madrid, na temporada 1999/2000, e contra o Bayern de Munique, na edição 2000/2001. Em 2004 chegou a hora do Valencia comemorar, pois a equipe venceu o campeonato nacional e a Copa UEFA.

O Valencia corria por fora na luta pelo Campeonato Espanhol, disputava com os Galácticos do Real Madrid e com o Barcelona de Ronaldinho Gaúcho, melhor jogador do mundo naquele ano.

Em apenas 10 dias, o Valencia fez história. Primeiro ao desbancar ninguém menos do que Real Madrid e Barcelona com uma campanha impecável para comemorar o título do Campeonato Espanhol e depois ao conquistar a Copa da UEFA, ao vencer o Olympique de Marseille, por 2 a 0, no Estádio Ullevi, em Gotemburgo.

Fábio Aurélio (segundo da esquerda para a direita) comemora o título da LaLiga com os companheiros — Foto: Divulgação/Valencia CF

Foto: Divulgação/Valencia CF

Once Caldas campeão da Libertadores

O Once Caldas marcou seu nome na história em 2004, conquistando o maior torneio das Américas. A boa defesa, quase intransponível, era a principal característica daquele surpreendente time colombiano.

Nas fases de mata-mata despachou gigantes continentais até conquistar o título. Nas oitavas de final, eliminou o Barcelona de Guayaquil, que até então já tinha 2 finais no currículo, já nas quartas de final, eliminou o Santos, vice-campeão no ano anterior.

Na semifinal, foi a vez de desbancar o São Paulo, que já tinha 2 títulos da Libertadores e ganharia seu terceiro em 2005. Na grande final, venceu o Boca Juniors nos pênaltis, equipe que vivia uma hegemonia no continente.

No mundial de clubes, o Once Caldas empatou durante 120 minutos sem gols com o Porto e apenas nos pênaltis, por um placar de 8 a 7, os portugueses foram campeões mundiais.

Há 15 anos, ferrolho do Once Caldas conquistou título da Libertadores 2004 derrubando gigantes

Foto: Reprodução

Santo André campeão da Copa do Brasil

O Santo André, equipe pequena do estado de São Paulo, venceu o poderoso Flamengo na final da Copa do Brasil em 2004.

No ano anterior, venceu a Copa São Paulo de Futebol Júnior de maneira invicta, conquistou o acesso para a Série B e ganhou a Copa Paulista, que deu a vaga para a Copa do Brasil no ano seguinte.

Na Copa do Brasil, passou por gigantes como Atlético-MG e Palmeiras para enfrentar o Flamengo na grande final. No primeiro confronto, jogando em casa, O Santo André começou atrás, virou para 2×1, mas tomou o empate em 2×2 nos minutos finais.

No jogo de volta, o palco era o Maracanã e o Santo André, comandado por Péricles Chamusca, calou mais de 70 mil torcedores Flamenguistas. O modesto venceu o gigante por 2×0, com gols de Sandro Gaúcho e Élvis.

Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

Grécia campeã da Eurocopa

Pela primeira vez, Portugal sediou a Eurocopa e os torcedores estavam muito animados, pois tinham um elenco estrelado e contavam Felipão, técnico campeão da Copa do Mundo em 2002 pelo Brasil.

Os finalistas da Eurocopa em 2004 caíram no mesmo grupo. Portugal foi derrotada pela Grécia no primeiro jogo da competição, mas passou em primeiro e os gregos ficaram com a segunda colocação.

Nas quartas de final, a Grécia eliminou a França, atual campeã da Euro naquele momento. Venceu a partida por 1×0, com gol de Charisteas.

Na semifinal, enfrentou a República Tcheca, que tinha 100% de aproveitamento, com 4 jogos e 4 vitórias. O torneio possuía uma regra chamada “gol de prata”, que daria a vitória ao time que saísse vencendo o primeiro tempo da prorrogação. Com isso, Dellas marcou o tento da Grécia restando dois segundos para o fim e garantiu a histórica classificação da seleção para a decisão da Eurocopa.

Na grande final, Grécia e Portugal voltaram a se encontrar. Os portugueses tinham um elenco estrelado, com Figo, Cristiano Ronaldo, Deco e eram os franco favoritos.

No jogo, a Grécia se defendeu de todas as maneiras e venceu com o gol solitário da partida aos 12 minutos do segundo tempo, marcado por Charisteas, de cabeça novamente.

Que zebra! Relembre a trajetória do título da Grécia na Eurocopa de 2004

Foto: GettyImages

São Caetano campeão Paulista

Atualmente, o São Caetano vive um momento tenebroso em sua história, foi rebaixado para a Série A4, a última divisão do Campeonato Paulista. Contudo, no início do século 21, a equipe do ABC Paulista viveu grandes momentos e marcou seu nome nos torneios mais importantes do Brasil e da América.

Em 2000 e 2001 foi vice-campeão do Brasileirão e em 2002 foi finalista da Libertadores, perdendo nos pênaltis para o Olímpia.

Em 2004, veio a redenção para o São Caetano. Comandado por Muricy Ramalho, venceu o Campeonato Paulista diante do Paulista de Jundiaí. No mata-mata, ambas equipes deixaram Palmeiras, São Paulo e Santos pelo caminho.

Na final, o São Caetano venceu o Paulista de Jundiaí com tranquilidade. No primeiro confronto, jogando fora de casa, venceu por 3×1 e, na volta ganhou por 2×0.

Middlesbrough campeão da Copa da Liga Inglesa

Depois de 128 anos de sua fundação, o Middlesbrough seu primeiro título de expressão, no ano de 2004. O elenco contava com Juninho Paulista, um dos maiores jogadores da história do time, que na temporada 1996/1997 foi escolhido como melhor jogador da Premier League, mesmo tendo sido rebaixado com o clube para a segunda divisão naquela temporada, disputando com Zola do Chelsea a preferência dos jornalistas na época.

Na campanha pela Copa da Liga Inglesa, o Boro deixou para trás equipes muito tradicionais da Inglaterra, eliminando Everton e Tottenham nos pênaltis.

Na semifinal, enfrentou o Arsenal, que seria campeão invicto da Premier League naquele ano. O Arsenal disputou os dois jogos com uma equipe alternativa, pois colocava suas forças no Campeonato Inglês, dessa forma, o Middlesbrough venceu os dois confrontos e se classificou para a decisão.

Na grande final, jogou contra o Bolton e com apenas 7 minutos já vencia o confronto por 2×0. O Bolton diminuiu aos 21 minutos e assim terminou a partida e com o apito final, o torcedor do Boro pôde finalmente festejar seu primeiro grande título em 128 anos de trajetória.

A icônica conquista do Middlesbrough em 2004, quebrando um tabu de 128 anos sem troféus relevantes

Foto: Pool/Getty

 

Escrito por Henry Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Em evidência, Futebol Internacional

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir