3ª rodada do Brasileirão 2024

Brasileirão Arana chororo

Na 3ª rodada do Brasileirão, diversos clássicos foram disputados e tivemos grandes partidas, com goleadas e reviravoltas.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

Fluminense 2×1 Vasco

Na abertura da rodada, o Fluminense venceu o Vasco em partida com público modesto no Maracanã.

O Fluminense entrou em campo com: Fábio; Samuel Xavier, Manoel, Felipe Melo (Antônio Carlos) e Marcelo; André, Martinelli e Ganso (Lima); Marquinhos (Douglas Costa), Arias e Cano (John Kennedy).

O Vasco, por sua vez, entrou com: Léo Jardim; Paulo Henrique, Maicon, Léo e Lucas Piton; Sforza (Zé Gabriel), Mateus Carvalho (Hugo Moura) e Galdames (Erick Marcus); Rossi (Rayan), David (Clayton) e Vegetti.

O Tricolor das Laranjeiras foi melhor na primeira etapa, mas quem começou assustando foi o Vasco. Aos 2 minutos, David ganhou a disputa com Samuel Xavier e tocou Mateus Carvalho, que bateu para defesa de Fábio.

Aos 9 minutos, Marcelo cruzou na medida e Ganso apareceu entre os zagueiros para cabecear e abrir o placar.

Aos 14 minutos, Rossi cruzou e Vegetti bateu de primeira. A bola bateu no cotovelo de Manoel, o Vasco reclamou muito, pediu pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Aos 2 minutos do segundo tempo, Samuel Xavier cruzou, Arias chutou de primeira e Léo Jardim fez a defesa.

Aos 3 minutos, Antonio Carlos errou o passe, Rayan ficou com a posse, passou por Manoel e ficou cara a cara com o goleiro. O jovem bateu mal e Fábio fez a defesa.

Aos 7 minutos, Arias pegou sobra na área e acionou Samuel Xavier, que cruzou para Martinelli. O meia dominou e bateu de dentro da pequena área para ampliar a vantagem do Fluminense.

O Vasco diminuiu aos 10 minutos. O estreante Hugo Moura deu belo cruzamento e Vegetti subiu alto para cabecear pro fundo das redes.

Aos 25 minutos, Marquinhos cobrou falta com categoria e acertou o travessão.

Aos 29 minutos, David tocou para Vegetti, que bateu na saída de Fábio e marcou o gol. Porém, o gol foi anulado, pois o argentino estava em posição irregular.

Aos 46 minutos, Arias passou com tranquilidade por Maicon, invadiu a área, finalizou e Léo Jardim fez boa defesa.

O Fluminense conquistou sua primeira vitória no Brasileirão e encerrou o jejum de treze partidas sem vencer clássicos.

Fluminense 2 x 1 Vasco: gols e melhores momentos do jogo pelo Brasileirão - Rádio Itatiaia

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Bragantino 1×0 Corinthians

Bragantino vence com gol no começo do jogo e aumenta crise no Corinthians.

O Red Bull Bragantino entrou em campo com: Cleiton; Andrés Hurtado, Douglas Mendes, Luan Cândido e Juninho Capixaba; Jadsom, Eric Ramires (Mosquera) e Gustavinho (Borbas); Bruninho (Raul), Vitinho (Laquintina) e Eduardo Sasha (Lucas).

Enquanto o Corinthians jogou com: Cássio; Matheuzinho, Félix Torres, Raul Gustavo e Hugo (Wesley); Raniele, Fausto Vera (Paulinho) e Rodrigo Garro (Breno Bidon); Igor Coronado (Romero), Pedro Henrique (Yuri Alberto) e Pedro Raul.

Logo no primeiro minuto, Fausto Vera tocou para Garro, que bateu da ponta da área. Cleiton fez a defesa.

Aos 4 minutos, Bruninho deu belo passe para Vitinho, que dominou e bateu colocado da entrada da área. Fez um bonito gol, sem chances para Cássio.

Aos 37 minutos, Vitinho recebeu na esquerda, passou por Félix Torres e bateu cruzado. A bola passou perto da trave.

As duas equipes retornaram para o segundo tempo sem alterações.

Aos 7 minutos, Vitinho cruzou, a bola passou por toda a defesa Corintiana e chegou em Sasha. O atacante ajeitou para Ramires, que bateu de primeira e Cássio fez a defesa.

Aos 9 minutos, Fausto Vera mandou uma bomba de fora da área e Cleiton fez boa defesa. No rebote, Pedro Henrique cruzou, mas Matheuzinho chutou muito mal e a bola ficou tranquila para Cleiton.

Aos 17 minutos, Garro deu ótimo lançamento para Pedro Henrique, que bateu entre as pernas de Cleiton e marcou. Contudo, o atacante estava em posição irregular e o gol foi anulado.

Aos 25 minutos, Wesley ficou com a sobra do escanteio, puxou pra canhota e bateu para defesa de Cleiton.

Com a vitória, o Bragantino assumiu a ponta da tabela, enquanto o Corinthians segue sem marcar gol no Brasileirão.

Corinthians perde para Red Bull Bragantino e segue sem vencer no Brasileirão | CNN Brasil

Foto: JHONY INACIO/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

Grêmio 1×0 Cuiabá

O Grêmio venceu o Cuiabá em partida protocolar e conquistou sua segunda vitória consecutiva no Brasileirão.

O Grêmio entrou em campio com: Marchesín; João Pedro, Gustavo Martins, Rodrigo Ely e Zé Guilherme (Fábio); Du Queiroz (Ronald), Villasanti e Cristaldo (Everton Galdino); Gustavo Nunes, João Pedro Galvão (Nathan Fernandes) e Soteldo (Dodi).

Já o Cuiabá jogou com: Walter; Marllon, Bruno Alves e Alan Empereur (Gabriel); Matheus Alexandre, Denilson (Lucas Fernandes), Fernando Cabral e Rikelme; Jonathan Cafu (Derik Lacerda), Isidro Pitta (Luciano Giménez) e Clayson (André Luís).

Aos 2 minutos, Pitta balançou pra cima da marcação e tocou para Fernando Sobral que chutou mal. A bola sobrou com Matheus Alexandre, que puxou pra canhota e chutou perto da trave.

Aos 18 minutos, Pitta cruzou cruzou para Jonathan Cafu, que apareceu sozinho perto da pequena área. O ponta bateu de primeira e Marchesín fez grande defesa.

Aos 40 minutos, Cristaldo lançou JP Galvão na área. O centroavante dominou e tentou fazer por cobertura, mas Walter mandou para escanteio.

Aos 43 minutos, Cristaldo tentou o cruzamento, mas ninguém desviou e a bola entrou pro fundo das redes, abrindo o placar para o Grêmio.

Para o segundo tempo, o Grêmio voltou melhor que o Cuiabá e controlou a vantagem até o final do jogo.

Aos 6 minutos da segunda etapa, Gustavo Nunes fez boa jogada individual e cruzou para Soteldo, que chutou pra fora.

Aos 13 minutos, JP Galvão tocou para João Pedro em velocidade e o lateral acertou a rede pelo lado de fora.

Com a vitória, o Grêmio manteve a boa fase no Brasileirão, enquanto o Cuiabá segue sem pontuar.

Grêmio 1 x 0 Cuiabá: veja os melhores momentos e o gol da partida - Rádio Itatiaia

Foto: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Atlético-MG 3×0 Cruzeiro

O Atlético-MG se impôs, passou por cima do Cruzeiro e conquistou sua primeira vitória sobre o rival na Arena MRV.

O Atlético-MG entrou em campo com: Everson; Saravia, Jemerson (Mauricio Lemos), Bataglia (Igor Rabello) e Guilherme Arana; Otávio, Alan Franco, Zaracho (Igor Gomes) e Gustavo Scarpa (Alisson); Paulinho (Vargas) e Hulk.

Enquanto o Cruzeiro jogou com: Anderson; William, Neris, João Marcelo e Marlon; Filipe Machado (Zé Ivaldo), Lucas Silva, Ramiro e Matheus Pereira; Arthur Gomes (Barreal) e Rafa Silva.

Aos 13 minutos, o Galo fez uma boa triangulação e Arana bateu forte para defesa de Anderson.

Aos 24 minutos, Scarpa cruzou e Zaracho apareceu sozinho nas costas da defesa. O argentino deu um voleio e marcou um golaço.

Aos 34 minutos, Arana recebeu cruzamento na área e tocou para Hulk. O atacante mandou uma bomba e Paulinho apareceu para desviar pro fundo das redes.

Aos 43 minutos, Lucas Silva chutou, a bola desviou na zaga e sobrou para Rafa Silva. Ele dominou e chutou tirando de Everson, mas Saravia evitou o gol que era certo.

Aos 46 minutos, Scarpa inverteu o jogo para Arana, que bateu de fora da área. O goleiro Anderson falhou no lance e tomou o gol. 3×0 para o Galo apenas no primeiro tempo.

Com o jogo praticamente definido, a segunda etapa não teve grandes emoções.

Aos 36 minutos do segundo tempo, Matheus Pereira cobrou escanteio, Zé Ivaldo desviou e Rafael Elias marcou. Contudo, o atacante estava em posição irregular e o gol foi anulado.

O Galo conquistou sua primeira vitória no Brasileirão e quebrou um tabu de 3 partidas sem vencer o Cruzeiro na Arena MRV.

Pedro Souza/Galo

Foto: Pedro Souza/Galo

Palmeiras 0x0 Flamengo

No confronto mais esperado da rodada, das equipes que dominam o futebol brasileiro e sul-americano nos últimos anos, Palmeiras e Flamengo fizeram um jogo com pouca inspiração e ficaram no empate sem gols.

O Palmeiras foi a campo com: Weverton; Gustavo Gómez, Luan, Murilo (Estêvão) e Mayke (Marcos Rocha); Aníbal Moreno, Richard Ríos (Gabriel Menino) e Raphael Veiga (Lázaro); Piquerez, Flaco López (Rony) e Endrick. Técnico: Abel Ferreira

Enquanto, o Flamengo jogou com: Rossi; Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Erick Pulgar, Allan (Gerson) e Arrascaeta; Luiz Araújo (De la Cruz), Carlinhos (Pedro) e Bruno Henrique.

Aos 18 minutos, Bruno Henrique tocou para Luiz Araújo, que dominou e bateu com o peito do pé. Weverton mandou para escanteio.

Aos 33 minutos, Raphael Veiga cobrou escanteio, Murilo subiu sozinho e cabeceou com perigo, perto da trave.

Aos 35 minutos, Mayke cruzou e Flaco López cabeceou pra fora.

Na volta para a segunda etapa, Tite promoveu a entrada de Pedro, que estava poupado, no lugar de Carlinhos.

Aos 10 minutos do segundo tempo, Richard Ríos cruzou, Flaco López subiu mais que Varela e cabeceou em direção ao gol. Rossi fez a defesa em dois tempos.

Aos 17 minutos, Bruno Henrique passou por Mayke na velocidade e tocou para Arrascaeta. O uruguaio bateu forte da entrada da área e Weverton mandou para escanteio.

Aos 29 minutos, Pulgar errou o domínio, Veiga tocou para Endrick e o jovem bateu com perigo. A bola passou perto da trave.

Aos 42 minutos, Gabriel Menino cobrou falta na área e Aníbal Moreno cabeceou pro fundo das redes. Contudo, o gol foi anulado, pois o argentino estava em posição irregular.

Com o empate, o Flamengo manteve a invencibilidade e ocupa a segunda posição do Brasileirão, com 7 pontos, a mesma pontuação do líder Bragantino. Já o Palmeiras ocupa a segunda metade da tabela, com 4 pontos.

Palmeiras 0 x 0 Flamengo: veja melhores momentos da partida pela Série A - Rádio Itatiaia

Foto: Cesar Greco/Palmeiras/By Canon

Vitória 2×2 Bahia

Vitória e Bahia protagonizaram um clássico eletrizante. Os mandantes abriram 2×0 no placar e o Bahia empatou o confronto em 3 minutos.

Vitória jogou com: Lucas Arcanjo; Zeca (Willean Lepo), Bruno Uvini, Wagner Leonardo e Lucas Esteves; Willian Oliveira, Léo Naldi (Mateus Gonçalves) e Rodrigo Andrade (Luan Vinícius); Matheuzinho, Alerrandro (Luiz Adriano) e Osvaldo (Iury Castilho). Técnico: Léo Condé.

Já o Bahia entrou em campo: Marcos Felipe; Santiago Arias, Victor Cuesta (Rezende), Gabriel Xavier e Luciano Juba; Caio Alexandre (Carlos de Pena), Ademir (Biel), Jean Lucas, Éverton Ribeiro (Everaldo) e Thaciano (Estupiñán); Cauly.

Aos 20 minutos, Zeca cruzou, Matheuzinho apareceu entre os marcadores para cabecear. Marcos Felipe espalmou e o próprio Matheuzinho apareceu para completar pro fundo das redes.

Aos 23 minutos, Luciano Juba cobrou falta na área e Gabriel Xavier cabeceou. Lucas Arcanjo fez a defesa sem dar rebote.

Aos 26 minutos, Matheuzinho passou por Cuesta e bateu forte. Marcos Felipe defendeu e no rebote Léo Naldi chutou e o goleiro defendeu novamente.

Aos 39 minutos, Caio Alexandre deu ótimo passe para Éverton Ribeiro dentro da área, mas ele bateu muito mal e Lucas Arcanjo fez a defesa com tranquilidade.

Aos 40 minutos, Jean Lucas arriscou de fora da área, a bola desviou em Wagner Leonardo e passou muito perto da trave.

Aos 3 minutos da segunda etapa, Lucas Esteves cobrou falta na área e Wagner Leonardo cabeceou tirando tinta da trave.

Aos 6 minutos, Mateus Gonçalves deu belo passe para Osvaldo, que não teve um bom domínio e finalizou muito perto de Marcos Felipe, que fez a defesa.

Aos 10 minutos, Lucas Esteves cobrou falta e Marcos Felipe mandou para escanteio.

Aos 11 minutos, Matheuzinho cobrou escanteio fechado e Wagner Leonardo subiu bem perto da linha do gol para cabecear e fazer 2 x 0. Os jogadores do Bahia pediam uma falta do zagueiro em Marcos Felipe, mas o árbitro validou o gol.

Aos 23 minutos, Everaldo tentou o arremate, a bola desviou na defesa e sobrou para Thaciano. O meia bateu de cavadinha, acertou o travessão e no rebote, Biel mandou pro fundo das redes.

Aos 25 minutos, Thaciano cruzou, Everaldo não pegou em cheio na bola e Biel completou acertando a trave.

A pressão do Bahia era muito forte e empatou o confronto aos 26 minutos. Biel tocou para Everaldo, que mandou uma bomba da entrada da área, marcando um gol espetacular.

A partida terminou empatada, em um grande clássico disputado no Barradão.

Brasileirão: Vitória 2x2 Bahia (21/04/2024) - Placar Final - O Segredo

Foto: Flickr Bahia / Thiago Caldas

Athletico-PR 1×0 Internacional

Na Ligga Arena, Athletico-PR e Internacional fizeram um confronto equilibrado e o Furacão venceu com belo gol de Canobbio.

O Athletico entrou em campo com: Bento, Léo Godoy (Madson), Kaique Rocha, Thiago Heleno, Esquivel; Erick, Fernandinho; Julimar (Zapelli (Felipinho)), Canobbio, Cuello; Pablo (Mastriani). Técnico: Cuca

Enquanto o Internacional jogou com: Rochet; Hugo Mallo (Lucca), Vitão, Robert Renan, Renê; Bruno Henrique (Bustos), Rômulo (Thiago Maia); Wesley, Maurício (Bruno Gomes), Wanderson (Gustavo Prado); Borré.

Aos 16 minutos, Wesley arriscou com perigo de fora da área.

Aos 36 minutos, Wesley puxou contra-ataque com muita velocidade, passou por dois marcadores e chegou na área. O atacante tinha a opção do passe, com Bruno Henrique livre, mas tentou o chute e acertou a rede pelo lado de fora.

Aos 42 minutos, Canobbio chutou, mas a bola desviou na defesa Colorada e sobrou para Cuello. O argentino chutou mal, pra fora e sem direção.

Aos 2 minutos da segunda etapa, Zapelli cobrou falta com veneno e Christian não conseguiu a finalização por pouco.

Aos 3 minutos, a defesa do Furacão falhou e Wesley acionou Borré de cabeça. O colombiano chutou com o peito do pé pra fora.

Aos 6 minutos, Gustavo Prado recebeu na esquerda, puxou pro meio e bateu com muito perigo, acertando a rede pelo lado de fora.

Aos 20 minutos, Gustavo Prado deu um lindo passe e deixou Borré na cara do gol. Na primeira tentativa, Bento defendeu e no rebote Thiago Heleno tirou a bola em cima da linha, salvando o Furacão.

O Furacão marcou o gol solitário da partida aos 25 minutos. Canobbio limpou Robert Renan na entrada da área e bateu de canhota no ângulo, sem chances para Rochet.

Aos 41 minutos, Canobbio fez falta por trás em Bustos, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Aos 50 minutos, Bustos levantou bola na área e Borré cabeceou na trave.

Com a vitória o Furacão voltou a vencer no Brasileirão, enquanto o Inter perdeu seus primeiros pontos.

Cannobio comemora gol do Athletico-PR contra o Internacional

Foto: Robson Mafra/AGIF

Botafogo 5×1 Juventude

O Botafogo não tomou conhecimento do Juventude aplicou uma goleada acachapante.

Botafogo – Gatito Fernández, Mateo Ponte (Damián Suárez), Lucas Halter, Bastos (Pablo) e Hugo; Danilo Barbosa, Marlon Freitas e Savarino; Jeffinho (Diego Hernández), Júnior Santos (Jacob Montes) e Tiquinho Soares (Eduardo).

Juventude – Gabriel; João Lucas, Danilo Boza, Lucas Freitas e Gabriel Inocêncio; Caíque, Mandaca (Abner), Jean Carlos (Marcelinho) e Nenê (Rodrigo Sam); Lucas Barbosa (Thiaguinho) e Erick Farias (Ruan).

Desde o início, o Botafogo mostrou para o que vinha e abriu o placar logo aos 4 minutos. Savarino cobrou escanteio, Danilo Barbosa tentou o chute e a bola sobrou para Júnior Santos, que dominou e mandou pro gol. O bandeira anulou o gol, contudo o VAR observou que Júnior Santos estava em posição legal e o gol foi validado.

Aos 7 minutos, o Juventude errou na saída de bola, Danilo Barbosa recuperou a posse, invadiu a área e sofreu pênalti. Tiquinho Soares bateu no canto e marcou o segundo para o Botafogo.

Aos 14 minutos, o Juventude teve contra-ataque rápido e Lucas Barbosa tocou para Jean Carlos que mandou pro fundo das redes. Contudo, Lucas Barbosa estava impedido e o gol foi anulado.

Aos 37 minutos, Lucas Freitas fez falta em Hugo, tomou segundo cartão amarelo e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Botafogo foi com tudo pra cima do Juventude no segundo tempo.

Aos 7 minutos, Damián Suárez avançou pela direita e tocou para Savarino. O jogador venezuelano, passou para Júnior Santos, que deu um belo drible em Ruan e finalizou pro meio da área. Danilo Barbosa apareceu para empurrar pro fundo das redes, marcando o terceiro gol do Fogão.

Aos 15 minutos, Savarino fez uma cobrança de falta espetacular e acertou o ângulo. O goleiro Gabriel nem se mexeu. 4×0 Botafogo.

Aos 34 minutos, Diego Hernández foi ao fundo e tocou para Jacob Montes, que bateu com categoria no cantinho, para marcar o quinto gol do Botafogo.

O Juventude descontou aos 39 minutos. Marcelinho cobrou escanteio aberto e Danilo Boza cabeceou encobrindo Gatito Fernández.

O Botafogo manteve a sua boa fase no campeonato e conquistou sua segunda vitória consecutiva.

Brasileirão: Botafogo atropela Juventude; São Paulo vence a primeira | Metrópoles

Foto: Vitor Silva/Botafogo

Atlético-GO 0x3 São Paulo

O São Paulo se recuperou das duas derrotas que havia sofrido no Brasileirão e venceu o Atlético-GO com tranquilidade no Antônio Accioly, sob os olhares do novo técnico Luís Zubeldía.

Aos 14 minutos, André Silva cruzou e Calleri marcou um gol muito inteligente de cabeça. Finalizou no cantinho, sem chances para o goleiro Ronaldo.

Aos 30 minutos, André Silva cruzou e Luciano cabeceou sozinho, mas a bola bateu na zaga adversária.

Aos 2 minutos do segundo tempo, Alisson cobrou falta e houve confusão na área. O VAR chamou o árbitro, que foi ao monitor e observou uma cotovelada de Luiz Felipe em Luciano. O árbitro marcou o pênalti e expulsou o zagueiro do Atlético-GO. O próprio Luciano foi para a cobrança e bateu cruzado, Ronaldo ainda encostou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

Aos 17 minutos, Gabriel Barros fez falta em Pablo Maia, recebeu o segundo cartão amarelo e o Dragão ficou com 2 jogadores a menos.

O São Paulo fechou a conta aos 30 minutos, Ferreirinha avançou pela esquerda, invadiu a área, cortou pro meio e bateu colocado, marcando um belo gol.

O São Paulo conquistou seus primeiros pontos no Brasileirão, enquanto o Dragão segue sem pontuar.

Ferreira comemorando o terceiro gol do São Paulo. Rubens Chiri/Saopaulofc.net

Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net

Tabela Brasileirão 2024

Classificação da 3ª rodada da Série A

 

Escrito por Henry Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Brasileirão

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir