ADEUS, Zlatan Ibrahimovic!

zlatan ibrahimovic

No último domingo, 04/06/2023, o futebol viveu mais um momento triste, a despedida de Zlatan Ibrahimovic.

O futebol sentirá falta de sua presença dentro dos gramados, sempre inesquecível pela qualidade do craque, bem como pelo personagem criado. E que personagem! Acompanhe conosco a trajetória do sueco.

Infância

Zlatan Ibrahimovic é filho de pais bósnios. Devido à constante insegurança política vivida na antiga Iugoslávia, os pais de Zlatan se mudaram para Malmoe, cidade localizada no sul da Suécia.

O pai de Ibrahimovic era bósnio mulçumano, enquanto sua mãe era católica bósnio-croata.

Vale lembrar que as nacionalidades mencionadas foram efetivamente criadas com a dissolução da Iugoslávia e a consequente instabilidade da região, haja vista sua multietnicidade, tendo como ponto focal a Mãe Sérvia, que reunia em torno de seu território os povos eslavos.

Os países nórdicos eram rota migratória conhecida dos refugiados dos Balcãs e destino da família Ibrahimovic. Assim, lá se estabeleceram.

Como era de se imaginar, levando em conta sua personalidade única mostrada ao mundo dentro e fora dos gramados, o jovem Zlatan teve uma infância conturbada, recheada de muitos eventos.

Seus pais chegaram no bairro de refugiados, Rosengard, que apesar de localizado em um dos países mais desenvolvidos do mundo, tinha lá suas dificuldades.

Zlatan era um garoto levado, tendo praticado inclusive diversos crimes quando jovem. Existem conhecidas histórias, contadas por ele mesmo, em que ele diz furtar bicicletas, passear e desová-las em qualquer canto da cidade. Ibra chegou a furtar a bicicleta de um carteiro e do próprio assistente técnico do Malmoe F.C, clube em que foi revelado.

Mas não para por aí, o jovem Zlatan foi flagrado furtando produtos em um mercado, junto de um amigo. Foram apanhados pelo vigia e mantidos lá até que os pais de seu amigo os buscassem. Ibra evitou um problema ainda maior ao rasgar a notificação feita pelo vigia, que tinha como destino seus pais.

Zlatan Ibrahimovic - Que fim levou? - Terceiro Tempo

Malmoe, início da trajetória vitoriosa

Zlatan, desde os 14 anos, esteve no Malmoe. Aparentemente ele não mudou muito seu jeito de ser até os dias de hoje. Mesmo nas categorias de base, o sueco ficou conhecido por desentendimentos com treinadores e colegas de equipe, tendo inclusive agredido um companheiro de equipe com uma cabeçada no rosto, o que quase acarretou sua expulsão do Malmoe, tendo em vista que o pai da vítima organizou um abaixo assinado para forçar a saída de Ibra.

A tentativa do pai não prosperou e Zlatan Ibrahimovic seguiu na equipe do Malmoe.

Apesar de ser uma equipe tradicional da Suécia, o Malmoe amargava a série B da Liga nacional no primeiro ano em que Ibra esteve por lá como jogador profissional.

As grandes atuações na base já davam indícios do que ele era capaz. Já no profissional, suas belas atuações e gols foram fundamentais para levar o Malmoe de volta à elite do futebol sueco uma vez mais. Foram 12 gols do jovem craque e o olhar atento de Arsene Wenger, técnico do Arsenal.

Já pela elite do “Suecão”, Zlatan jogou apenas 8 jogos e marcou 3 vezes, já que as propostas de fora foram tão tentadoras.

Embora Wenger tivesse mencionado o interesse pelo atacante, foi o Ajax quem pagou 7,8 milhões de euros para contar com a estrela em ascensão. Ibra trocava Malmoe por Amsterdã.

A volta de Ibra a Malmö pela Champions zerou a internet na Suécia

Ajax – Da Suécia para o mundo

Ibracadabra chegava com o status da contratação da temporada 2001/02. A diferença de patamar era gigante. Zlatan saía de um clube de projeção nacional, em um paíse cuja liga não é das mais competitivas, para um dos maiores clubes da história, o tetracampeão da Champions League, Ajax.

Será que Ibra seria capaz de lidar com a diferença de pressão e desempenhar um bom futebol? A resposta é simples: sim.

Por lá, Zlatan foi bicampeão da Liga Holandesa e campeão da Copa da Liga. Foram 110 jogos com a camisa do Ajax, marcando 48 gols e dando 17 assistências.

Um deste gols fica na memória. Um gol certamente aprovado por seu ídolo supremo, Ronaldo Fenômeno, que ocorreu em 2004, em partida válida pelo Campeonato Holandês. O Ajax enfrentava o NAC Breda.

O craque recebe a bola na intermediária e no momento do domínio, ela parece escapar de seu controle. O jogador do time adversário tenta roubar a bola, mas Ibra trava o oponente e ganha a dividida. Com isso, a bola segue livre, sob seu domínio. A partir daí é difícil explicar o que ocorreu. Depois de 6 fintas, ameaçando chutes, ele deixa 5 jogadores do NAC Breda e o goleiro sem rumo e apenas rola a bola para o fundo das redes.

Um gol totalmente absurdo, em que Zlatan mostrava ao mundo todas as suas maiores qualidades. A força física para ganhar as divididas, a habilidade única apesar dos quase 2m de altura, e a capacidade de finalizar em qualquer situação. Que gol!

As atuações espantosas de Ibra fizeram com que o Campeonato Holandês ficasse pequeno demais para ele, apesar de jogar em um dos times mais tradicionais do mundo.

Desta maneira, ele troca Amsterdã por Turim, debaixo de uma chuva de dinheiro.

Os gols, times e títulos de Zlatan Ibrahimovic | Goal.com Brasil

Imagem: Getty Images

Juventus – A consolidação de um craque no cenário mundial

Zlatan Ibrahimovic já era conhecido em todo mundo e diversos times queriam contar com o sueco. Quem venceu a disputa pelo atacante foi a Juventus.

Sonho de Fabio Capello desde os tempos de Roma, Zlatan chega em Turim no início da temporada 2004/05, após a Velha Senhora pagar a bagatela de 16 milhões de euros pelo jovem de apenas 23 anos.

Ele se juntava às estrelas da Juve, como Del Piero, Trezeguet, Nedved, Buffon, Emerson e tantos outros.

O sucesso foi instantâneo, logo em sua temporada de estreia, foi campeão do Calcio. Del Piero e Trezeguet haviam se lesionado, deixando espaço para o jovem sueco. Ele foi além das expectativas e chegou a ser cogitado no Real Madrid.

Ele marcou 16 gols e deu 8 assistências em 35 jogos pela primeira temporada no clube.

Mas então, na temporada seguinte, não conseguiu emplacar a sequência positiva. Chegou a marcar 10 gols e dar 9 assistências no ano, mas sem as atuações consistentes de outrora.

Ocorre que, chegou o temido ano de 2006/07 para a Juventus. A equipe foi acusada e condenada por ter participado em esquemas de manipulação de resultados, tendo seus dois últimos Scudetto cassados. Ibra perdia seus Campeonatos Italianos e a Juventus amargava a Série B do Calcio pela primeira vez na sua história.

Precisando reequilibrar as contas estando na Série B e com o elenco recheado de estrelas, a Juve vendeu o craque sueco para um de seus maiores rivais, a Internazionale.

Ibrahimović em Turim... para assinar pela Juventus?

Imagem: AFP

Inter – Ataque Imperial e a relação com Mourinho

Em 2008, José Mourinho trocava a Inglaterra pela Itália, e desembarcou no lado azul de Milão, na Internazionale.

Zlatan viveu ali, um dos melhores momentos da sua carreira. Formando uma dupla de ataque arrasadora com Adriano Imperador, e sob o comando de José Mourinho, Ibra foi campeão do Scudetto 2008/09 e artilheiro da competição.

Foram 117 jogos, 66 gols e 30 assistências.

Apesar do nome marcado na história do clube, iniciava a sina de Zlatan quando o assunto é Champions League.

Ibra já era um dos jogadores mais badalados do mundo e, como todos os atletas de alto nível, tinha o desejo de chegar ao ápice. Ganhar a Champions League.

Foi pensando nisso que Zlatan não pensou duas vezes quando chegou a proposta do Barcelona. Naquele momento, o clube catalão era indiscutivelmente o melhor time do mundo. Com seu estilo de jogo “tiki-taka” criado por Pep Guardiola e sendo os atuais campões da Champions, Ibra acreditava que esta era a oportunidade perfeita para escrever seu nome na maior competição europeia.

Mourinho confidenciou ao craque que desejava sua permanência e assegurava à Zlatan que seriam campeões do torneio, mas ele não acreditou.

Inter won't miss Ibra - Eurosport

Imagem: Imago

Barcelona – A guerra de egos com Pep Guardiola

O Barcelona, time do momento, queria reforçar ainda mais seu poderosíssimo elenco. Para ter Zlatan como companheiro de time de Xavi, Iniesta e Messi, o clube catalão pagou cerca de 70 milhões de euros pelo atacante. Um dos recordes de transferência da época.

A expectativa era a melhor possível. Com quase todo o time no auge e com a característica de ter sempre a bola nos pés, criando inúmeras oportunidades, imaginava-se que Ibra seria o responsável por concretizar as chances criadas por Messi e companhia.

Entretanto, não passou de expectativa. De fato, fica evidente que o que seria a pior temporada de Ibra como jogador consolidado, rendeu ao Barcelona 22 gols e 13 assistências, em 46 jogos. Além disto, foi campeão de La Liga, alcançando o feito impressionante de ser campeão nacional por 3 ligas diferentes: holandesa, italiana e espanhola.

Na Champions League, o inesperado aconteceu. Em dois jogos épicos, Ibra e o Barcelona são eliminados pela equipe que ele acabara de deixar, a Inter.

No primeiro jogo, os italianos venceram por 3×1, carregando a vantagem de poder perder por até um gol de diferença para poder avançar à final.

Logo aos 28′, Thiago Motta, um dos pilares do time de Mourinho, é expulso. O clima no Camp Nou era de que a parada seria resolvida a qualquer momento, mas não contavam com a qualidade defensiva da Inter e a habilidade absoluta do português em “estacionar o ônibus” (park the bus).

O Barcelona até fez 1×0, mas não foi o suficiente para sair com a classificação. Ibra via ali seu sonho se esvair e o clube que ele acabara de deixar para buscar seu sonho, se sagrava campeão após vencer o Bayer de Munique por 2×0 na final.

Guardiola e Zlatan realmente não se entendiam. Ibra dizia que Pep não sabia utilizá-lo da forma correta e chegou a dizer frases como: “Quem me compra, compra uma Ferrari. E quem tem uma Ferrari abastece com combustível premium, vai para a estrada e na velocidade máxima. O Guardiola colocou diesel e deu um passeio pelo campo. Devia ter comprado um Fiat.”

Em uma outra entrevista, em 2013, o polêmico craque sueco também disparou: “Toda vez que eu entrava na sala de café, ele saia. Quando ele passava por mim no corredor, olhava para baixo. Ele não é homem. Pode ser o melhor treinador do mundo, mas eu não me importo. Um dia, eu explodi com ele no vestiário. Mesmo assim, ele não falava comigo”.

Desta maneira, sua permanência no clube se tornou insustentável. Com o valor exorbitante de 70 milhões de euros pagos por Zlatan há apenas uma temporada, o Barcelona não via outra opção, se não emprestá-lo.

O destino do sueco foi Milão, de novo. Mas desta vez, do lado Rossonero. Zlatan assinava por empréstimo com o Milan, pelo valor de 6 milhões de euros.

Ex-auxiliar de Mourinho na Inter revela como Ibrahimovic acabou no Barcelona e conta bastidores do 'Special One' - ESPN

Imagem: Getty Images

Milan – A primeira passagem e o início de uma história de amor

Ibra chegava no Milan sob desconfiança. O Barcelona havia pagado uma quantia exorbitante pelo craque e não havia chegado ao objetivo principal, que era ser campeão da Champions League.

Soma-se a isto o fato de Zlatan estar sempre se desentendendo com os técnicos por onde passava.

Entretanto, todo a desconfiança foi abafada por uma passagem sensacional. Havia uma sinergia incrível entre Ibra e a torcida milanesa. Ele formou uma dupla de ataque mortal com Robinho.

Foram campeões do Scudetto daquela temporada, que seria um último do Milan pelos próximos 10 anos, até que o astro voltasse para onde se sente mais à vontade, mas isto fica para logo mais.

Nesta primeira passagem, ele fez 85 partidas e 56 gols, valorizando novamente o seu passe, fazendo com que o Milan exercesse sua opção de compra.

Com boa atuação de Pato, Milan bate Napoli em 'decisão' e abre vantagem | globoesporte.com

Imagem: Reuters

PSG – Ídolo supremo em Paris

Ibra mencionou algumas vezes que seu intuito era continuar no Milan, o que não ocorreu.

O Milan passava por dificuldades financeiras, razão pela qual fez uma pedida alta ao PSG para que os franceses pudessem contar com o sueco, mas inesperadamente, a pedida foi atendida.

O PSG pagou 21 milhões de euros por Ibra, que já tinha seus 31 anos.

Apesar da idade elevada, o futebol sobrava. Zlatan era o rosto da nova era do PSG. Após a aquisição pelo QSI (Qatar Sports Investments) e os retornos foram imediatos.

Foi o clube pelo qual Ibra mais atuou. Ele entrou em campo em 180 oportunidades, fazendo 156 gols e dando 61 assistências.

O clube parisiense não ganhava a Ligue 1 desde 1994/95, mas com a chegada de Ibracadabra, se iniciou a sequência de títulos, tendo ele sido protagonista em 4 conquistas.

Por lá, foi reverenciado. Contudo, isto não era suficiente para ele. Como um leão, como ele gosta de se denominar, buscava cada vez mais desafios, razão pela qual resolveu adentrar um terreno desconhecido. A Premiere League.

Ibrahimovic anuncia que está de saída do PSG: 'Saio como lenda' - Lance!

Imagem: Franck Fife / AFP

Manchester United – Leões não se comparam com humanos

Zlatan Ibrahimovic, não se contentava com uma carreira de sucesso, ele buscava cada vez mais desafios.

Além disto, para ser franco, ele estava absolutamente cansado da Liga Francesa, tendo disparado contra a liga e seus árbitros diversas vezes.

“Não conheço nenhum jogador da Liga Francesa, mas todos eles sabem quem eu sou”.

“Em 15 anos nunca havia visto um árbitro assim. Este país de merda. Este país não merece o PSG”

Por isso, decidiu cruzar o Canal da Mancha e chegar à terra da Rainha, pela primeira vez em sua carreira.

O destino, como de praxe em sua carreira, foi mais um gigante do futebol mundial, o Manchester United. Por lá, estava um velho conhecido, com quem havia adorado trabalhar: José Mourinho.

Observem que nesta altura, Ibra já estava com 35 anos. Idade em que a maioria dos jogadores estão finalizando suas carreiras, quando não se mudando para ligas menos competitivas e com salários altos para assegurar uma boa aposentadoria.

Com ele era diferente. Esperou o término de contrato e mudou-se para o lado vermelho de Manchester.

Mais uma vez a desconfiança pairava sobre ele. Ele saíra de uma das menos competitivas da Europa para o oposto. Seria ele capaz de performar?

A resposta é: sim. Foram 51 jogos, 29 gols e 3 títulos conquistados. Community Shield, Copa da Liga Inglesa e Liga Europa.

Quando perguntado quem era o melhor atacante da Liga Inglesa ele responde que Lukaku e Aguero são ótimos jogadores. O repórter, sem entender muito bem a razão de Zlatan não ter citado o próprio nome, indaga: e você?

Ele responde: “Leões não se comparam com humanos”. Mais uma frase marcante deste personagem único.

Nem tudo são flores. Apesar da forma física impecável, em jogo contra o Anderlecht, pela Liga Europa, ele sobe de cabeça e na queda rompe os ligamentos do joelho. Uma lesão gravíssima, sobretudo quando falamos de um jogador de 35 para 36 anos.

Mas ele não poderia parar por aí. Sentia que sua missão não havia sido totalmente cumprida no futebol.

Ele se recupera e ruma ao Novo Mundo, os Estados Unidos da América.

LA Galaxy still keen on Zlatan Ibrahimovic, but former Man Utd striker wants Europe stay | Football News | Sky Sports

Imagem: Sky Sports

Los Angeles Galaxy – LA tem um novo Rei

Finalizado o contrato com o Manchester United, ele rumou para América do Norte.

Os números são indiscutíveis. Apesar de não ter levado o título da MLS, a qualidade de Zlatan em relação aos outros jogadores da competição era gritante. Ele, aos 36 anos, marcou 53 gols em 58 jogos.

Embora o desempenho do time não tenha sido o esperado, a chegada do sueco foi de grande valia para o futebol nos EUA, em geral. Mais uma vez, os holofotes estavam virados para a maior economia do mundo, muito pelas frases de efeito protagonizadas pelo craque.

Há o boato de que o astro dos Lakers, Lebron James, teria enviado uma camisa do time para Zlatan como sinal de boas vindas. O sueco, por sua vez, autografou a camisa e mandou de volta à Lebron.

Ainda disparou: “Sou muito grato à MLS porque eles me deram a chance de me sentir vivo. Mas o problema era que eu ainda estava muito vivo. Então, eu era bom demais para toda a competição. Foi o que mostrei…”

“Nunca se sabe, talvez um dia eu volte, para lembrá-los do que é o futebol de verdade.”

Sentia-se tão vivo que, mais uma vez, foi em busca do último desafio de sua carreira.

Can Zlatan Ibrahimovic lead LA Galaxy to MLS play-offs? | Football News | Sky Sports

Imagem: Sky Sports

Milan – O último ato

O bom filho à casa torna. Zlatan, como mencionado, depois de sua primeira passagem pelo Milan, esperava por lá ter continuado, contudo a situação financeira do clube obrigou sua negociação com o PSG.

Desta forma, 10 anos depois e com 38 anos, ele voltava para onde se sentiu mais à vontade.

O Milan vinha sofrendo uma seca de títulos. Via a Juventus empilhar conquistas do Calcio nos últimos anos. Quando não era Juve, era pior. A Inter vencia o Scudetto 2020/21.

A última vez que os Rossoneros haviam levantado o Scudetto foi em 2010/11, coincidentemente a última passagem de Zlatan por lá.

A coroação de uma carreira tão esplendorosa não poderia ser diferente. Zlatan Ibrahimovic leva o Milan à conquista do 19o Scudetto, 10 anos após sua conquista, também liderada por ele.

No discurso de campeão, Zlatan emociona à todos agradecendo acada um dos jogadores, a torcida e enfatizando, que não apenas Milão pertencia ao Milan, mas sim toda a Itália.

Na segunda passagem, foram 78 jogos e 37 gols, mesmo estando entre 38 e 41 anos.

Calhanoglu blasts Ibrahimovic's need to be 'centre of attention' in rant against former AC Milan team-mate | Goal.com

Imagem: Getty Images

Seleção da Suécia

Desde sua infância, a intenção de Ibra era atuar pela seleção da Bósnia-Hezergovina, o que não aconteceu.

Entretanto, foi com muito amor, idas e vindas, que ele se tornou o ídolo máximo da Seleção da Suécia. Ele é o artilheiro máximo com 62 gols e atuações incríveis.

Uma delas foi no jogo de despedida de Miroslav Klose. A Alemanha vencia por 4×0, mas Ibra e seus companheiros conseguiram o empate histórico.

Há também o golaço único de bicicleta, quase no meio de campo, contra a Inglaterra.

Ele participou de duas Copas do Mundo.

Ibrahimovic vai dar adeus à seleção da Suécia após a Eurocopa - Jornal O Globo

Imagem: Fredrik Sandberg/AP

Zlatan como personagem e o fim do ciclo nos gramados

Ele iniciou sua carreira em 1999 como atleta profissional e disse adeus apenas 2023. Foram 24 anos dando o melhor de si.

Muitas coisas podem ser faladas sobre Ibra, mas é impossível não admitir o seu comprometimento total com o futebol. Sempre manteve uma forma física impecável e dava tudo de si em campo, como se fosse a última partida.

Seus números impressionam. São 988 jogos, 573 gols e 31 títulos. Em seu currículo, com exceção dos Malmoe e LA Galaxy (início e fim de sua carreira), atuou apenas por gigantes mundiais e deixou seu nome cravado na história de cada um deles, com gols, títulos e provocações.

É possível escrever um livro apenas com os episódios polêmicos do craque, como alguns já citados aqui. Mas como não lembrar do chute na cabeça de Cassano na comemoração do Scudetto de 2011. Ou o tapa na cabeça de Boateng no mesmo ano.

Quando o zagueiro do Bournemouth pisou em sua cabeça propositalmente e no lance seguinte ele disparou uma cotovelada em seu rosto.

Impossível esquecer do golpe de Taekwondo aplicado sobre Materezzi, que o havia lesionado em 2006. Ibra esperou 4 anos e aplicou uma voadora no zagueiro para se vingar.

Seu futebol é indiscutível. Infelizmente, não pôde ganhar a Bola de Ouro ou conquistar a Champions League. Mas Ibra é maior que isso. Ele é a personificação de um bad boy bem sucedido, um provocador, um vencedor.

Qual será o próximo desafio deste faixa preta de Taekwondo?

Ali's Fan and Taekwondo Black Belt: How Ibrahimović Used His Martial Arts Skills in Football

Imagem: Telecom Asia

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro dos próximos lançamentos da seção ProtagonistasInstagramFacebook e Twitter.

Escrito por Vitor F L Miller

Artigos Mais Recentes
Tags: Protagonistas, Em evidência

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir