Bayer Leverkusen campeão Bundesliga 2023/24

bayer leverkusen campeão campioni champions bundesliga 2023/24

O Bayer Leverkusen, depois de 120 anos de história, conseguiu finalmente se tornar campeão da Bundesliga 2023/24.

Acompanhe conosco não apenas a trajetória insana de Xabi Alonso e seus comandados, mas também tudo que o time passou em sua história para chegar até aqui.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

O Bayer NEVERkusen

Fundado no ano de 1904 na cidade de Leverkusen, no oeste alemão, a instituição encontra raízes operárias.

Assim como tantos outros exemplos do futebol alemão, os trabalhadores da gigante mundial do setor farmacêutico, Bayer, foram os criadores da equipe.

Além do futebol, o Leverkusen também possuía equipes de atletismo, natação e outros esportes, mas foi realização uma cisão entre o departamento futebolístico e demais modalidades, ao fim dos anos 90.

Diferente de seu rival, o Koln, que é tricampeão da Bundesliga e tetracampeão da Copa da Alemanha, eles não tinham um bom desempenho em competições domésticas.

Isto se reflete claramente quando vemos que o primeiro título de expressão do Bayer ocorreu na temporada 1987/88. Foi a Copa da UEFA (atual Europa League).

Contrariando o fluxo natural das coisas, o Leverkusen se tornou campeão internacional sem antes mesmo ter sido campeão nacional.

A primeira e única conquista nacional de elite, até então, havia sido em 1992/93, com o título da Copa da Alemanha.

Entretanto, a modesta equipe sempre costumou ser figurinha carimbada no primeira divisão. Não formaram elencos capazes de bater de frente com Bayern de Munique, Borussia Dortmund, Werder Bremen e Hamburgo, mas não fazia feio.

A instituição está há 45 anos seguidos na primeira divisão e não pretende sair de lá tão cedo.

Mas assim como no título acima, o que quer dizer a saga do Neverkusen?

Ela começa há tempos. Para se ter uma ideia, quando o assunto é Bundesliga, até o presente momento, o Bayer Leverkusen havia sido vice-campeão em incríveis cinco oportunidades.

Entretanto, a brincadeira sadia feita pelos rivais foi muito usada para se referir à temporada 2000/01.

O Bayer, nas cinco temporadas anteriores, havia sido vice-campeão três vezes.

No final das contas, por um motivo ou outro, a Bundesliga não chegava.

O ano que poderia ter mudado pra sempre a história do clube, foi um verdadeiro pesadelo.

A gestão à época decidiu montar uma verdadeira seleção.

Mesmo com o sucesso estrondoso da vitória da Bundesliga este ano, é difícil acreditar que o Lerkusen tenha tido um time tão bom, pelo menos no papel, como da referida temporada.

A formação titular contava com: Butt, Zivkovic, Nowotny e Lúcio. Placente, Ramelow e Ballack. Zé Roberto e Schneider. Na frente, Neuville e Kirsten.

Ainda, como suplente, havia sempre a figura do jovem Berbatov, que se lançava ao mundo do futebol.

Com uma equipe como essa, a expectativa por títulos era altíssima e eles quase aconteceram.

O Bayer Leverkusen conseguiu ser vice-campeão em absolutamente todas as competições que disputou, em 2001/02.

Na Champions League, conseguiu o desempenho histórico que os colocou na final pela primeira e última vez, até aqui. A sorte não jogou do lado dos alemães e o adversário foi o Real Madrid. Como se não fosse suficiente, este foi o jogo marcante em que Zidane faz um dos gols mais bonitos de todas as finais, acertando um sem pulo no ângulo.

A equipe também vivia a expectativa de se sagrar bicampeã da Copa da Alemanha. No torneio, um desempenho avassalador. Venceu todas as partidas até chegar à final, tendo batido inclusive seu maior rival, o Koln, por 3×1 na semifinal.

Entretanto, sucumbiu ao poder do Schalke 04 na fanalíssima, perdendo a partida por 4×2.

E quem ficou com o título da Bundesliga daquele ano foi o Borussia Dortmund, apenas um ponto na frente do Bayer Leverkusen.

Depois de um ano como esse, seria difícil para o clube se reerguer e para que o torcedor pudesse manter as esperanças vivas de dias melhores.

Porém, como dizem os sábios, não há dia longo o bastante que não chegue à noite.

O lendário Bayer Leverkusen da temporada 2001/02, vice-campeão de tudo - Alemanha Futebol Clube

Imagem: Reprodução Internet

Bayer Leverkusen campeão Bundesliga 2023/24

Logo no início da temporada, fizemos um artigo sobre o que era, até aquele momento, a grande sensação do futebol alemão e, claro mundial.

O fenômemeno do Bayer Leverkusen de Xabi Alonso ia tomando forma jogo após jogo.

Ali, descrevemos a carreira do técnico espanhol, bem como o seu estilo de jogo e todas as revoluções feitas por ele.

À época do texto, escrito há exatamente cinco meses, o Leverkusen já estava na primeira posição da Bundesliga, com 39 pontos, enquanto o Bayern de Munique, grande predador da competição, tinha apenas 35.

O bom futebol e os resultados eram perceptíveis para todos aqueles que acompanhavam os jogos do Leverkusen. Inclusive, isto não era nem necessário, já que a cada rodada que se passava, bastava olhar para a tabela e ver que a equipe do oeste alemão subia na classificação como um foguete.

Entretanto, quando as histórias do passado eram ressuscitadas, o medo de uma nova temporada 2001/02 se instaurava. De um lado tínhamos o estilo inovador e revolucionário de Xabi Alonso, do outro, uma máquina esmagadora de vencer, que dominou o cenário alemão por mais de dez anos consecutivos.

Logo, era de se imaginar que em algum momento, esse fantasma pudesse fazer com que a força de chegada do Bayern de Munique se sobrepusesse ao trabalho do treinador espanhol.

Não foi o que aconteceu. Muito longe disso.

O momento em que restou evidente que nenhum tipo de força sobrenatural futebolística poderia superar o dia a dia do Leverkusen foi a partida de 10 de fevereiro, entre as duas equipes.

O Bayer aplicou um sonoro 3×0 sobre os Bávaros. Não deram chances para um placar diferente. Um verdadeiro massacre.

Hoje, já campeão com cinco rodadas de antecedência, o Leverkusen tem 79 pontos, enquanto o segundo colocado, o Bayern de Munique, tem apenas 63.

Os números não param por ai. A equipe está invicta na competição. Das 29 partidas disputadas, 25 vitórias, 4 empates, 0 derrotas, 74 gols marcados (média de 2,5 gols por partida) e apenas 55 sofridos.

Pelo Campeonato Alemão, os campeões não terão vida fácil se quiserem permanecer com o feito histórico de serem o único invicto.

Os adversários serão o Borussia Dortmund e Sttutgart, fora de casa. São o quinto e terceiro colocados, respectivamente.

De toda forma, ainda que não venha a ser uma conquista sem nenhuma derrota, os Deuses do futebol não poderiam ter escrito uma história mais bela que essa.

A forma como a vantagem foi construída a cada minuto da partida pela equipe do Leverkusen é algo muito tocante.

A derrota, que ainda não ocorreu, tem diversos motivos para tanto. Além das partes técnicas e táticas impecáveis, os jogadores decidiram que nenhum ponto seria entregue de graça.

Na campanha, vimos resultados impressionantes, em jogos nos quais o time simplesmente se recusou a ser derrotado, conquistando viradas e empates nos últimos lances dos jogos.

Tudo isto, coroado com atuações magistrais, como a do último domingo, enfrentando o Werder Bremen e aplicando um sonoro 5×0.

A partida, em si, teve todos os componentes necessários para um campeonato de lavar a alma do torcedor.

Golaço de Xhaka e hat-trick de Wirtz.

Como em filmes, o quinto e último gol, que selava o terceiro de Wirtz na partida, ocorreu no minuto 90. Depois que a bola toca a rede não havia mais clima para a partida. Os torcedores, que já haviam acendido seus artigos pirotécnicos, invadiram o campo e comemoraram.

Faltará cerveja na Alemanha para satisfazer a sede dos aficionados pelo Bayer Leverkusen.

E para quem pensa que eles pararão por aí…

Invencibilidade, recordes, tríplice coroa... Veja próximas metas do Bayer Leverkusen campeão alemão | futebol alemão | ge

Imagem: Reuters

A sequência de temporada para o Bayer Leverkusen

Se quisermos, podermos unir futebol com diversos aspectos, como a filosofia, a astrologia e qualquer intepretação que couber ao leitor para tentar explicar o que envolve esse esporte.

A saga do Neverkusen narrada aqui, vem tendo um enredo muito semelhante, mas com um desfecho já diferente.

Como dito, foram três vice-campeonatos na temporada 2001/02. Agora, em 2023/24, a equipe do oeste alemão vê a chance de reescrever esta história de uma maneira absolutamente maravilhosa.

Copa da Alemanha (DFB-Pokal)

Uma sequência de jogos simplesmente espetaculares. Se diante de clubes complicados, o Leverkusen ainda consegue imprimir seu ritmo, contra times de menor expressão e de nível técnico bastante inferior, eles são uma máquina de fazer goleadas.

Abriu a competição aplicando nada mais nada menos que 8×0 sobre o Teutonia Ottensen.

Nos jogos seguintes, também desfilou em campo, enfrentando maior dificuldade apenas contra o Sttutgart, pelas quartas de final, que de fato faz uma temporada primorosa, depois de tantos anos em baixa.

Enquanto seus maiores competidores como Bayern de Munique, Borussia Dortmund e Leipzig iam ficando pelo caminho contra equipes pequenas da Alemanha, o Leverkusen seguiu com força máxima para a final.

O desafiante será o Kaiserslautern. Sim, é uma tradicional equipe, com 123 anos de história, quatro Bundesliga e duas Pokal, mas que no momento vive uma baixa sem precedentes.

Fez uma campanha belíssima, eliminando o Saarbrücken, da terceira divisão, na semifinal.

Curiosamente, o Saarbrücken vivia uma história mais impressionante que Bayer Leverkusen e Kaiserslautern. Estão atualmente na terceira divisão e não possuem qualquer tradição no cenário do futebol masculino do país. Mesmo assim foram capazes de uma caminhada muito interessante, tendo mandado o Bayern de Munique para casa.

A final datada para o dia 25/05/2024, em jogo único, será a oportunidade de faturar o bicampeonato da Pokal.

O Kaiserslautern está atualmente na penúltima colocação da Bundesliga 2, com possibilidades reais de um novo descenso para a terceira divisão.

Uma derrota do Leverkusen seria algo muito inesperado.

Tah strikes late to send Leverkusen to German Cup semis | Football News - Hindustan Times

Imagem: AFP

Europa League

Se a campanha na Bundesliga e Pokal foram e continuam sensacionais, a da Europa League é inexplicável.

Quando mencionamos anteriormente que a equipe simplesmente se recusa a perder as partidas, isso ocorre com alguma frequência na Europa League.

Na fase de grupos, foram a única equipe a deter os 100% de aproveitamento.

Nas oitavas de final, pegou um velho conhecido, o Qarabag. Essa equipe pouco renomada no cenário mundial, mas gigante dentro Azerbaijão ofereceu grande resistência, tanto na fase de grupos quanto no mata-mata.

A primeira partida, ficou em 2×2. O jogo de volta, na BayArena, foi uma completa loucura.

O Leverkusen estava sendo eliminado até os acréscimos, mas contrariou, mais uma vez, as expectativas e fez dois gols nos adicionais e saiu com a classificação.

Deram também um passo importante, vencendo o primeiro jogo das quartas de finais, contra o West Ham, por 2×0.

O caminho poderá ser duro, com possibilidade de enfrentar grandes equipes, como o próprio West Ham, Atalanta, Liverpool, Milan, Roma, Olympique Marseille e Benfica.

Bayer Leverkusen score twice in stoppage-time to beat Qarabag and stay unbeaten | beIN SPORTS

Imagem: Reprodução Bein Sports

Xabi Alonso fica e projeta o futuro

Já rasgamos elogios ao espanhol e não podemos deixar de fazê-los novamente.

Numa temporada em que o Bayer Leverkusen é claramente a equipe sensação, muitas portas se abrem para um técnico jovem, revolucionário e vencedor, principalmente quando grandes treinadores de imensas equipes deixarão seus cargos.

Desde o início do ano é sabido que Jurgen Klopp deixará o Liverpool após sete temporadas à frente dos Reds.

Outro que não ficará para a temporada seguinte é Xavi, que não dará continuidade ao trabalho no Barcelona.

Com isso, a imprensa internacional ventilou rapidamente o nome de Xabi Alnso nesses clubes.

O treinador veio à público, prontamente, para dizer que permanecerá no Bayer Leverkusen.

Isto é imprescindível por dois motivos principais. O primeiro é a continuidade da atual temporada. Seus comandados tem chance de eternizarem seus nomes na Bundesliga com a possível conquista invicta, bem como as duas outras competições nas quais eles estão muito vivos para ganhar.

Imaginem se a temporada acaba em Tríplice Coroa? Nem o torcedor mais otimista poderia prever algo assim.

O segundo aspecto é a possibilidade de construção de um legado. Xabi Alonso ainda é extremamente jovem e possui em suas mãos um grupo de jogadores talentosíssimos. Ele já mudou os rumos do Bayer Leverkusen como instituição, mas sente que pode fazer mais.

Sente que pode realmente elevar o status do clube não só na Alemanha como na Europa.

Ademais, ano que vem a vaga para a Champions League está garantida, por óbvio. Até onde ele pode chegar?

E precipuamente, quando cairá esta invencibilidade? Até o momento, são 43 jogos sem derrota.

Parabéns ao Bayer 04 Leverkusen, campeão da Bundesliga 2023/24.

Bayer Leverkusen de Xabi Alonso encerra reinado do Bayern na Bundesliga - Folha PE

Imagem: INA FASSBENDER / AFP

Escrito por Vitor F L Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Bundesliga, Em evidência

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir