Cariocão 2023, Fluminense Bicampeão

Os campeonatos Estaduais, embora muito criticados, principalmente por tomar certo tempo do calendário anual do Futebol Brasileiro é o que marca início a nossa temporada, mostrando quem são as potenciais forças para o ano e quem pode surpreender. Para os grandes é um período importante para ajeitar o time, para os menores é uma das poucas chances de demonstrar seu valor à grande massa.

Fluminense x Flamengo

De um lado Fluminense, o time do momento, do toque de bola rápida, do tal ataque “funcional”, do técnico brasileiro com o maior potencial, Fernando Diniz e do Artilheiro argentino que não cansa de fazer o L, German Cano. De outro o Flamengo, atual campeão da Copa do Brasil e da Libertadores da América, que desde 2019 vem papando títulos ano pós ano, com seus craques Everton Ribeiro, Gabigol, Pedro e companhia.

Caminho do Fluminense até a Final

O Flu fez ótima campanha na famigerada Taça Guanabara, que nessa edição foi a fase de grupos do Cariocão, com 8 vitórias, 1 empate e 2 derrotas em 11 jogos, o time das Laranjeiras se classificou em primeiro lugar com 25 pontos o que o credenciou para jogar as semifinais do Cariocão contra o clube que teve a 4ª melhor campanha, o Volta Redonda. Além de claro, levantar a taça simbólica de campeão da Taça Guanabara.

No primeiro jogo das semifinais que ocorreu no Estádio Raulino de Oliveira, casa do Volta Redonda, o Nense sofreu no 1º tempo, o time do Volta conseguiu anular bem as chances do Fluminense e conseguiu abrir o placar, no 2º tempo o Volta aos 6 minutos ampliou, a partir daí o Flu foi pra cima com tudo mas não tinha como, a bola parecia não querer entrar, até que aos 33 Nino diminui de cabeça, final do jogo 2×1 para o Volta Redonda.

O 2º jogo da semi foi no Maracanã, onde o Flu esta acostumado a jogar e vem fazendo magia em 2023, dessa vez não foi diferente, não deixou o Volta Redonda jogar e ganhou de 7×0, com direito a 4 gols do artilheiro argentino Germán Cano, o que credenciou o Tricolor a disputar a final.

Fluminense empolga, goleia o Volta Redonda por 7 a 0 e está na final do Cariocão — Fluminense Football Club
Comemoração de um dos Gols de Cano contra o Volta Redonda na semifinal do Cariocão. Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Caminho do Flamengo até a Final

O Flamengo começou o ano de técnico novo, o português Vitor Pereira, que demorou para tentar implementar seu estilo de jogo no Rubro-Negro recheado de craques. Na taça Guanabara foram 7 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, com 23 pontos o Mengão se classificou em 3º lugar para as semifinais, foi uma fase de grupos sólida mas não o que o torcedor esperava, afinal simultaneamente foi eliminado na semifinal do Mundial de Clubes e perdeu os títulos da Supercopa do Brasil, e da Recopa Sulamericana.

Mesmo assim o Flamengo continuou seu trabalho e enfrentou na semifinal do Cariocão o Vasco da Gama, o primeiro clássico foi disputado no Maracanã, foi um jogaço, com gols de Arrascaeta, Pedro e Fabrício Bruno o time da Gávea ganhou de 3×2 de seu arquirrival.

No segundo jogo não foi diferente, também no Maracanã, só que com o mande do Gigante da Colina, o Mengão logo no início saiu na frente com Pedro, Capasso empatou para o Vasco e o jogo a partir daí virou uma tensão só, até que aos 39 do segundo tempo Pedro marcou de pênalti e Ayrton Lucas ampliou nos acréscimos, 1×3 e Flamengo classificado para a finalíssima.

Pedro faz dois, Flamengo bate o Vasco e vai à final contra o Flu

Final, 1º jogo.

O clima para a final do Cariocão era dos melhores, todos esperavam ótimos jogos, afinal o Flu vinha de uma goleada histórica diante do Volta Redonda e o Flamengo vinha de duas ótimas vitórias em cima do Vasco.

O 1º jogo começa com o Fluminense tentando impor sua cadência e trocar passes entre as linhas do Flamengo, que logo percebe a insinuação e corta pela raiz, Flamengo vinha demonstrando já no início da partida o que ainda não tinha demonstrado na temporada, um bom trabalho coletivo na defesa, estava acontecendo ótima sinergia entre as linhas do Flamengo, o que atrapalhou muito o Flu.

Tanto é que logo aos 5 do 1º tempo, em contra-ataque Ewerton Cebolinha carrega a bola pela intermediária da  belo corte e finaliza rente a trave do goleirão Fábio. Mas ainda assim o jogo estava lá e cá, aos 10 minutos após erro feio de Gerson Arias sai na cara do goleiro e Santos e desperdiça a chance de abrir o placar.

Após parada técnica aos 21 do 1º tempo, o Flamengo entra mais elétrico no jogo e tem duas boas chances de abrir o placar, na mesma jogada Pedro tenta chutar, a bola bate em Nino, a redonda volta para o 9 que chuta de novo para boa defesa de Fábio. o primeiro tempo acabou após bela salvada do volante Alexsander que na hora certa dá lindo carrinho para evitara finalização de Matheus França.

No intervalo Fernado Diniz acaba decidindo tirar Keno e colocar Gabriel Pirani, a substituição surte efeito, porém não o que o jovem treinador desejava, com a saída de Keno o time das Laranjeiras perdeu amplitude e profundidade, tendo a partir daí como velocista apenas o colombiano Arias, que não deu conta do recado sozinho.

Logo aos 5 minutos do 2º tempo, após disputa de bola aérea, a redonda sobra para Matheus França, o garoto da Gávea faz bom passe para Pedro que co um toque de calcanhar acha Ewerton na intermediária, o Cebolinha se desvencilha da marcação e rola a bola na esquerda para Ayrton Lucas chegar finalizando firme, 1×0 Mengo.

Após o gol do Flamengo o Nense aos 9 minutos tenta responder com falta batida por Ganso que busca o ângulo, porém a bola foi fraca e Santos encaixou. O Flu tenta ditar o ritmo do jogo e passa a fiar mais com a bola e atuar no campo do Rubro-negro, porém não teve nenhuma chance clara para empatar a partida.

Após roubada de bola no meio campo, Ayrton Lucas faz linda jogada, deixando pelo menos 3 defensores do Fluminense para trás chega na linha de fundo e faz lindo cruzamento para Pedro chegar concluindo e ampliar o marcador, Flamengo 2×0.

Ainda na casa dos 20 minutos do segundo tempo Samuel Xavier da forte entrada em Ayrton Lucas e é expulso, o Flu não tem mais forças para reagir, o Flamengo quase faz mais um gol com David Luiz mas Fábio faz bela defesa, fim de jogo no Maracanã, 2×0 para o Mengão.

Final, 2º jogo.

A semana que precedeu o último jogo da finalíssima foi de muito trabalho e concentração para ambas as equipes, porém ambas iriam começar a jornada rumo a glória eterna na Libertadores no meio da semana. O Flu viajou para o Peru e com força máxima derrotou o Sporting Cristal por 3×1, já o Flamengo viajou para a altitude de 2800 metros de Quito para enfrentar o estreante Aucas, com time reserva o Mengão sentiu o jogo e perdeu por 2×1.

A imprensa criticou muito Vitor Pereira por ter poupado seus jogadores diante do Aucas e ter priorizado o Cariocão, ocorre que a diferença nos resultados no meio de semana, fizeram com que o Flu chegasse super motivado para a decisão, o que parece não ter ocorrido com o Flamengo.

Rola a bola na decisão carioca, o Fluminense consegue impor seu ritmo logo no início, trocando passes rápidos e fazendo a bola rodar o campo inteiro, afim de achar o caminho do gol, Cano recebe a bola na intermediária e solta chute forte que para nas mãos de Santos, o Flu continua não deixando o Fla jogar, e após linda trama de Marcelo, o lateral serve alexsander que finaliza rasteiro na trave de Santos.

O Nense esquenta no jogo, a dupla de volantes André e Alexsander dá uma ótima sustentação e saída de bola ao time, Ganso a frente deles recebe as bolas e com apenas um ou dois toques rompe as linhas do Flamengo, que diferentemente do 1º jogo não esta conseguindo marcar o envolvente Fluzão, que joga com seus pontas Keno e Arias se aproximando ao meio e ao ataque, Keno mais pelo setor esquerdo do campo e Arias flutuando por todo setor ofensivo.

Até o tempo técnico que ocorreu aos 20 minutos do 1º tempo o Flu ainda teve mais duas boas chegadas, até aí só Flu estava jogando, Flamengo tentava se defender como podia e tentava armar contra-ataques que não surtiam efeito. aos 26 minutos, Marcelo recebe bola no lado direito da área, da um giro para trás deixando Cebolinha vendido, corta  Gerson e de fora da área acerta linda chapada indefensável para o goleiro Santos, 1º gol de Marcelo após a volta às Laranjeiras, 1×0 Flu que encontra o caminho do gol.

O Flamengo já não estava bem no jogo, quando o Marcelo fez o gol, parece que o Rubro-negro desmoronou, enquanto o Flu continuava com seu jogo envolvente, trocando passes rápidos e tentando achar espaços para aproximação e também infiltração, foi assim que aos 31 minutos após bela escapada de Keno pela esquerda, o ponta traz a bola para dentro, encontra Ganso na intermediária que de primeira da lindo passe para Cano que estava se infiltrando na área, o argentino recebe e bate com classe, 2×0 Fluminense.

Aos 39 do primeiro tempo o Flamengo consegue finalizar pela primeira vez no jogo com cabeçada de David Luiz pra fora, logo em seguida após bate e rebate na área Pedro tenta uma meia bicicleta que vai por cima do gol de Fábio. O 1º tempo parece se encaminhar para o final, até que aos 44 após linda troca de passes entre Keno e Alexsander pela esquerda, Keno aciona Ganso, que mais uma vez de primeira vê a projeção de Alexsander na área, que recebe a bola e chuta de bico para bela defesa do goleiro Santos. Fim do primeiro tempo.

Em medida desesperada para ver se ajeitava o time, Vitor Pereira decidi tirar Gabigol e colocar Everton Ribeiro e tira o zagueiro Léo Pereira e coloca Matheus França, desfazendo assim a linha de 5 defensores que o Flamengo tinha, fato é que mesmo assim não adiantou, o Fluminense estava numa noite inspirada, colocando em prática tudo que seu comandante os ensina, acoplado a filosofia da coragem, coragem para fazer e dar o melhor dentro de campo, de tentar o drible, tentar o passe, finalizar a gol.

Flamengo ainda tenta reagir, após boa cobrança de escanteio de Cebolinha, Thiago Maia sobe bem e cabeceia pra baixo no cantinho do experiente Fábio, que faz bela defesa e não deixa a bola entrar. O Flu continuava a impor seu jogo, e quando o Flamengo conseguia romper as linhas o Flu tentava fazer falta para matar o jogo, exemplo disso foi o cartão tomado por  Marcelo aos 6 minutos do 2º tempo.

Falta para o Fluminense, Marcelo cobra na direção de Felipe Melo, que não consegue cabecear pois a bola corre pela mão do zagueiro Fabrício Bruno, pênalti para o Fluminense, Cano pega a bola com carinho e bota na marca da cal, toma distância, parte pra bola e chuta em Santos, mas artilheiro que é artilheiro precisa de sorte, a bola volta em seus pés e de Carrinho ele faz o 3º do Flu, 3×0 Nense. Com esse gol o artilheiro que não se cansa de fazer o L, chega a marca de 18 gols em 14 jogos na temporada, artilheiro do futebol brasileiro em 2023.

Matheus França deu boa dinâmica para a ponta direita do Flamengo, o garoto estava tentando tirar algo da cartola, porém parecia que o Flamengo já havia entregado os pontos, até que Matheus França é lançado, dá lindo chapéu em Felipe Melo dentro da área e chuta para linda defesa do veterano Fábio.

Após alguns lances de jogo mais cadenciado, aos 19 o Fluminense consegue achar bons passes na intermediária, até que Cano abre linda bola para Guga na direita, o lateral segue com a bola e solta uma bomba cruzada, Santos faz ótima defesa mas a bola sobra nos pés de Alexsandro, o garoto de Xerém sem dó nem piedade solta uma bomba de canhota que estufa as redes. 4×0 Fluminense.

O Flamengo tentava ainda fazer algo no jogo mas o Fluminense não deixava, Matheus França tentava empurrar o time mas suas jogadas não surtiam efeito, Ayrton Lucas aos 50 do segundo tempo ainda desconta o placar, acaba a partida e o Marcanã vai a loucura, Fluminense bicampeão carioca, oque não ocorria desde 1983-1984, que veio a ganhr em 1985 o tricampeonato, quem sabe o Fluzão não consegue essa façanha em 2024.

Fluminense merecidamente campeão, demonstrou na competição um futebol diferente, alegre e ao mesmo tempo compromissado, mas que além de tudo é corajoso, para inovar, para achar um passe, para fazer um drible novo para finalizar e para jogar o seu jogo.

Comemoração do título. Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Escrito por João Felipe Miller

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e Twitter.

Artigos Mais Recentes
Tags: Futebol Internacional

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir