Andre: O cabeça de área perfeito

Andre volante defensive midfielder fluminense liverpool arsenal fulham libertadores

André é sensação no futebol brasileiro.

Atuando como primeiro volante do Fluninense, o jogador possui todas as características necessárias para a posição, além de muitas outras.

Conheça conosco a trajetória deste jogador, bem como suas perspectivas de futuro.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

A trajetória de Andre

André Trindade da Costa Neto, ou simplesmente, Andre, nasceu no dia 16 de julho de 2001, na cidade de Algodão, Bahia, Brasil.

O volante é mais uma das famosas crias de Xerém, base do Fluminense.

Não é de hoje que o Tricolor Carioca revela jogadores de alto nível para o futebol brasileiro e mundial. Como se não bastasse a tradição de sempre, o clube ainda conta com uma estrutura organizacional para formação de jogadores.

Do time campeão da Libertadores, além de Andre, outros jogadores foram formados em casa. O mais famoso deles, claro, Marcelo. Mas não apenas. Martinelli, Aleksander e o heroi do título, John Kennedy, também fizeram suas formações em Xerém.

Circulou nas redes sociais a emocionante foto postada no Facebook por uma professora de Andre, a Sra. Suzana Dias, em sua cidade natal.

Na foto, estava o agora jogador, com seus 10 a 12 anos e o comentário do professor: Boa sorte ao meu aluno, Andre, que fará um teste no Fluminense.

Ex-professora de André vibra com chegada do volante do Fluminense a Seleção | fluminense | ge

Imagem: Reprodução Facebook

Quando os atletas estão nos grandes palcos mundiais, nos esquecemos de toda a trajetória passada por eles. Muitas vezes tendo de lidar com situações adversas e saindo dos famosos fundões do Brasil.

De qualquer forma, antes mesmo de sua estreia pelo profissional, Andre já era tido como um jogador muito promissor. Mais do que isso, um atleta que poderia render muitos frutos ao Fluminense; seja de cunho financeiro, como também esportivo.

Por esta razão, em seu primeiro contrato profissional, o jogador já possuía uma multa rescisória de €40 milhões, que permanece até hoje.

Ele fez sua estreia no time principal do Fluminense aos 19 anos, em amistoso contra o Botafogo. O volante entrou no lugar de Hudson, aos 42′ da segunda etapa.

Ao final da partida, foi entrevistado pela FluTV e disse o seguinte:

“Passa na cabeça tudo que passamos para chegar até aqui. Venho me preparando muito por essa oportunidade. Me preparei muito mentalmente. Infelizmente o Hudson se machucou nesta semana. Eu já vinha mentalizando que poderia fazer minha estreia. Felizmente isso aconteceu. É uma sensação muito boa. Toda criança que vira jogador quer passar por isso. Estou feliz. É uma certa pressão e frio na barriga. Mas nós que somos jogadores profissionais temos que estar preparados para tudo. Infelizmente o Yuri foi expulso, mas nossa equipe vem trabalhando muito em conjunto e conseguimos dar conta do recado.”

O início da declaração corrobora com aquilo dito anteriormente.

De lá pra cá, ele já acumula 163 jogos oficiais pelo Fluminense, com 4 gols e 3 assistências.

André - Fluminense

Imagem: Divulgação Fluminense

Estilo de jogo, estatísticas e Fernando Diniz

André é o primeiro volante da equipe do Fluminense, o popular cabeça de área.

Com raras exceções do futebol mundial, a posição costuma ter um jogador muito aplicado na marcação, mas que com a bola nos pés deixa a desejar em todos os sentidos. Seja no passe, seja no drible.

Com Andre, a historia é outra.

Estatisticamente falando, não é exagero dizer que ele é um dos melhores jogadores do mundo, sobretudo quando falamos desta posição específica.

Seu poder de marcação se traduz em números. Na base do ano de 2023 do Sofascore, plataforma e ano que serão utilizados também para as estatísticas a seguir, ele é o jogador que mais recuperou bolas em todo o mundo, 406 no total.

A razão é a forma aberta pela qual o Fluminense de Fernando Diniz joga. O treinador concentra meias abertos para conter o ataque dos adversários pelas laterais, mas o meio do time fica exposto, já que Ganso não possui a característica de marcação.

Entre todos os jogadores do mundo, este não é único quesito liderado por Andre.

Ele conseguiu algo praticamente inimaginável. Até aqui, ele possui uma porcentagem de acerto no passe superior a Toni Kroos, com 94%.

Ainda, no quesito passe, ele é o jogador com mais passes certos no mundo, liderando a estatística com folga. Em 2023, são 3925 passes certos para o volante do Fluminense, seguido de Rodri, com 3272 e Toni Kross, com 2969.

Como se não bastasse, ele é o líder, mais uma vez com bastante margem sobre Rodri, o segundo colocado, em ações com a bola, totalizando 4904.

Para entendermos estes números espantosos, é necessário mergulhar na filosofia e estilo de jogo de Fernando Diniz no Fluminense.

Como já mencionado em artigos anteriores, Fernando Diniz preza por um futebol aposicional (oposto da escola Guardiola, que requer que os jogadores tenham posições específicas no campo, sendo de extrema importância para construção ofensiva e defensiva do time), florescendo o poder intuitivo do jogador.

Diniz diz que esta é a lente pela qual o futebol brasileiro deve ser visto, já que os jogadores possuem esta intuição criada naturalmente, por questões culturais.

Com base nisto, André pode ser considerado o cabeça de área perfeito. O Fluminense, na imensa maioria das vezes, é o time que propõe o jogo, construindo a jogada desde o tiro de meta.

Para tanto, é muito comum que Andre vá até a pequena área para buscar a bola com Fábio, goleiro do Flu.

A partir daí, ele mostra sua impressionante inteligência e intensidade. O jogador não para de distribuir passes e ser opção para seus companheiros até que uma ou duas linhas de marcação do adversário sejam quebradas. Geralmente, ele é o criador do passe que quebra a primeira linha.

O estilo de jogo mencionado não vale apenas para saída de bola, mas também no decorrer da partida. Como observamos, Andre é um exímio marcador. Ao contrário de tantos jogadores da posição, ele não se desfaz da bola depois de recuperá-la.

Pelo contrário, ele consegue sair da pressão dos adversários de maneira espetacular, fazendo o escaneamento de seus arredores a todo momento. Se assemelha a “Escola Busquets” da posição.

Por fim, é um jogador polivalente. Além de atuar como primeiro volante, ele também já jogou como meia central e em diversas oportunidades, como zagueiro, já que Fernando Diniz, quando está perdendo uma partida importante, costuma substituir um zagueiro por um jogador de frente, deixando Andre responsável pelo setor.

André e Diniz comemoram título do Fluminense na Libertadores — Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Imagem: LUCAS MERÇON / F.F.C.

Perspectiva de futuro

Suas perspectivas de futuro são as mais favoráveis possíveis.

Infelizmente, para os torcedores do Fluminense, Andre não deve ficar muito mais tempo no futebol brasileiro.

As sondagens de clubes europeus começam a bater à porta do Tricolor das Laranjeiras.

Entretanto, como sempre destacado por nós do Calcio Deal, os preços tentados pelos gigantes europeus podem ser considerados ultrajantes.

Com uma multa de €40 milhões, foi ventilado em agosto que o Liverpool estaria de olho no jogador, disposto a pagar €30 milhões. Recentemente, o jornalista David Lynch informou que os Reds não estariam mais interessados na contratação do jogador, o que é um absoluto contrassenso, quando observada a temporada por ele feita.

Quem entrou na briga por sua contratação são outros dois clubes da Premier League, o Arsenal e o Fulham.

Agora, faremos a análise de praxe.

Aparentemente, o único time inglês que compreendeu o mecanismo de funcionamento do mercado à respeito de jovens promessas sul-americanas foi o Brighton.

A equipe pagou a quantia de €28 milhões por Moises Caicedo ao Indepiendente del Valle, em 2021. Apenas dois anos depois, vendeu o jogador ao Chelsea por €116 milhões.

Será que os grandes clubes ingleses tem o interesse de comprar jogadores inflacionados apenas pelo fato do atleta ter jogado uma ou duas temporadas na Premier League?

O valor da multa rescisória de Andre não representa valor significativo no orçamento de Liverpool e Arsenal. Estamos falando de um jogador de 21 anos, com uma ótima rodagem profissional, atuando em uma das melhores ligas do mundo e, para coroar, sendo campeão da Copa Libertadores.

Independente dos degraus a serem seguidos por Andre, sem dúvida tem capacidade de atuar no primeiro escalão europeu, e como titular.

A dica deixada pelo Calcio Deal aos magnatas ingleses é: compre o jogador agora. Se quiser, empreste a clubes menores, mas não deixe a oportunidade escapar.

André evita tom de despedida e revela cobrança de Diniz no Fluminense | Rádio Itatiaia

Imagem: Marcelo Gonçalves/FFC

Escrito por Vitor F L Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Exclusivos, Em evidência

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir