Arsenal e City goleiam, mas Liverpool é derrotado no clássico

Arsenal City

Arsenal e City venceram Chelsea e Brighton respectivamente com tranquilidade, enquanto o Liverpool tropeçou diante do Everton e fica distante do título da Premier League.

O Arsenal está na liderança com 77 pontos e 34 jogos, seguido pelo City com 76 pontos e 33 jogos. O Liverpool tem 74 pontos, com o mesmo número de jogos dos Gunners.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

Arsenal 5×0 Chelsea

O Arsenal aplicou uma goleada humilhante sobre o Chelsea no Emirates Stadium e se mantém cada vez mais vivo na briga pelo título.

O Chelsea vinha de uma boa sequência na temporada, com 8 jogos de invencibilidade na Premier League, mas não contou com Cole Palmer, seu principal jogador e foi completamente dominado pelo rival de Londres.

O Arsenal abriu o placar logo aos 4 minutos. Rice avançou pelo meio, invadiu a área e tocou para Trossard na esquerda. O belga dominou, bateu forte de canhota e a bola entrou no canto de Petrović.

Aos 18 minutos, Mudryk cobrou escanteio, Badiashile desviou na primeira trave e Disasi apareceu para completar na pequena área, mas não pegou em cheio e chutou pra fora.

Aos 21 minutos, Trossard tocou para Rice, que deu um belo drible em Enzo Fernández e chutou colocado com muito perigo.

Aos 23 minutos, Jackson avançou com velocidade pela esquerda e tentou o cruzamento. A bola desviou em Gabriel Magalhães e bateu na trave, indo para escanteio.

Aos 25 minutos, Ben White roubou a bola de Gallagher e tocou para Havertz dentro da área. O alemão teve muito espaço, bateu no canto e Petrović fez a defesa. A defesa afastou mal, Saka tocou para Trossard, que chutou com desvio em Disasi e Petrović mais uma defesa espetacular no reflexo.

Apesar de um primeiro tempo equilibrado, com chances para as duas equipes, a segunda etapa foi um atropelo dos Gunners.

Aos 3 minutos do segundo tempo, Ødegaard puxou contra-ataque e tocou para Rice na área. O volante bateu cruzado e Petrović fez a defesa.

Aos 5 minutos, Ødegaard deu grande passe para Havertz, que ficou cara a cara com o goleiro e Petrović fez mais uma defesa.

Aos 6 minutos, o Arsenal cobrou escanteio curto, Saka e Ødegaard trocaram passes e Rice bateu de fora da área. A bola desviou em Gallagher e sobrou limpa para White, marcar o segundo gol dos mandantes.

Aos 11 minutos, Ødegaard deu lançamento perfeito para Havertz, que teve tranquilidade e bateu por cima de Petrović, marcando o terceiro gol do Arsenal.

Aos 20 minutos, Saka fez jogada individual pela direita e tocou para Havertz dentro da área. O alemão bateu no contrapé de Petrović, marcando seu segundo gol contra seu ex-clube.

O Arsenal fechou a conta aos 25 minutos, em talvez um golaço de Ben White, pois não se sabe se ele tentou cruzar ou chutar. Ødegaard lançou no lado direito da área, White bateu de primeira e a bola foi direto no ângulo.

Aos 45 minutos, o Chelsea errou na saída de bola e Martinelli chutou com perigo de dentro da área.

Aos 51 minutos, Zinchenko deu lindo lançamento para Martinelli. O brasileiro ficou cara a cara com o goleiro, mas desperdiçou a oportunidade.

Com a vitória, o Arsenal ocupa a liderança da Premier League, com 77 pontos, enquanto o Manchester City tem 76 pontos, porém tem um jogo a menos.

Arsenal faz 5 no Chelsea com 'lei do ex' e golaço

Foto: Stuart MacFarlane/Arsenal FC via Getty Images

Brighton 0x4 Manchester City

O Manchester City goleou o Brighton e se mantém na cola do líder Arsenal, com um jogo e um ponto a menos.

Aos 16 minutos, Foden tocou para Walker no fundo e o lateral cruzou na medida para De Bruyne. O belga cabeceou de peixinho no ângulo e abriu o placar para o City.

Aos 18 minutos, Lewis Dunk subiu alto e cabeceou após o escanteio. Ederson fez a defesa com tranquilidade.

Aos 19 minutos, o City encaixou contra-ataque rápido, Kovačić tocou para Álvarez, que invadiu a área e bateu cruzado com muito perigo.

Aos 25 minutos, Foden cobrou falta da entrada da área e contou com desvio em Groß, para tirar Steele da jogada e marcar o segundo do City.

Aos 33 minutos, o Brighton errou feio na saída de bola, Foden bateu colocado e marcou seu segundo gol na partida.

Em busca de reagir na partida De Zerbi promoveu duas mudanças para a segunda etapa e o time melhorou, passou a atacar mais o City.

Aos 16 minutos, Ederson deu belo lançamento para Walker, que deu um corte em Barco dentro da área e dividiu com o goleiro Steele. A bola sobrou limpa para Álvarez mandar pro fundo das redes.

Aos 18 minutos, Barco deu bom passe para Welbeck, que tocou rapidamente para Adingra. O atacante entrou na área, mas demorou para finalizar e Gvardiol fez o desarme.

Aos 30 minutos, Welbeck fez boa jogada individual e bateu de canhota da entrada da área. A bola passou sobre o gol.

Aos 40 minutos, João Pedro tabelou com Igor Julio e ficou cara a cara com Ederson, mas chutou pra fora.

Aos 48 minutos, Álvarez tocou para Doku dentro da área. O belga bateu bem, mas Steele fez grande defesa com os pés.

Com a vitória, o City fica muito próximo do líder Arsenal, com um jogo a menos, além de chegar a 30 jogos sem perder na temporada, somando todas competições.

Foden comemora gol em Brighton x Manchester City

Foto: Peter Cziborra/Reuters

Everton 2×0 Liverpool

O Liverpool foi derrotado pelo Everton no clássico da cidade e ficou distante do título da Premier League.

Os Reds eram muito favoritos para vencer o clássico, contudo esbarraram em uma partida inspirada de Pickford e o Everton voltou a vencer o rival no Goodison Park depois de 14 anos.

Aos 5 minutos, Harrison lindo passe de trivela, Calvert-Lewin tirou Alisson da jogada e foi tocado. O árbitro marcou pênalti e deu cartão amarelo para o goleiro brasileiro. Contudo, após revisão do VAR a penalidade foi anulada, pois o atacante do Everton estava em posição irregular.

Aos 9 minutos, Arnold lançou Salah na área, que escorou para o meio. Godfrey apareceu no momento exato para fazer um corte providencial, evitando o gol do Liverpool.

O Everton abriu o placar aos 26 minutos, em um gol estranho. Depois de bate-rebate na área, Mac Allister tentou afastar, mas Konaté acertou a bola antes, que sobrou para Tarkowski. O zagueiro chutou, a bola bateu na perna de Alisson, na trave e passou lentamente pela linha.

Aos 35 minutos, Mac Allister passou para Salah, que com um toque de primeira deixou Darwin Nuñez na cara do gol. O uruguaio chutou forte e Pickford fez a defesa com o joelho.

Aos 43 minutos, Salah tocou de cabeça para Nuñez que também fez o passe de cabeça, para Luis Díaz, que bateu de direita e Pickford fez outra grande defesa.

Aos 11 minutos da segunda etapa, McNeil chutou forte de fora da área e Alisson mandou para escanteio. Na cobrança, McNeil bateu aberto e Calvert-Lewin apareceu sozinho para cabecear pro fundo das redes e ampliar para o Everton.

Aos 44 minutos, Elliott ficou com a sobra do escanteio e bateu com o peito do pé. Pickford se esticou e mandou de novo para escanteio.

Aos 50 minutos, Luis Díaz escorou e Salah bateu de primeira. Pickford foi no cantinho buscar e garantiu a vitória por 2×0 do Everton.

A vitória do Everton praticamente tira o rival da briga pelo título, e deixa o time cada vez mais distante da zona de rebaixamento.

A última vitória do Everton sobre o Liverpool no Goodison Park aconteceu em 2010 pelo mesmo placar, com gols de Tim Cahill e Mikel Arteta. A vitória de hoje é tão emblemática, que o Everton não balançava a rede contra o time de Klopp desde dezembro de 2021, em uma derrota por 4 a 1.

Branthwaite marcou o primeiro gol do Merseyside Derby

Foto: PAUL ELLIS/AFP

 

Escrito por Henry Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Premier League

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir