Palmeiras 5×0 São Paulo

O Palmeiras recebeu o São Paulo no Allianz Parque para mais um e o último Choque-Rei da temporada. Dessa vez o verdão não tomou conhecimento do Tricolor e aplicou um sonoro 5×0, com atuação de gala do lateral esquerdo uruguaio Piquerez.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

Choque-Rei na Temporada 2023

Faz tempo que Palmeiras e São Paulo fazem mais que os 3 jogos de praxe na temporada um contra o outro (Paulistão e turno e returno do Brasileirão), desde 2021 foram 19 jogos contando com a vitória do Palmeiras ontem pela 29ª rodada do Brasileirão 2023.

Em 2021 as gigantes equipes decidiram o Campeonato Paulista, na ocasião o Tricolor foi campeão e levantou a taça após 16 anos sem conquistar o Estadual. Na temporada de 2021 houve também o Choque-Rei nas quartas de finais da Libertadores da América, desta vez o Palestra Itália se deu melhor se classificou para a semifinal e futuramente foi campeão da competição mais disputada do mundo.veio

Já em 2022 veio novamente a final do Paulistão, dessa vez o Alviverde se deu melhor, e com uma virada histórica, o primeiro jogo no Morumbi foi 3×1 pro Tricolor, mas no Allianz Parque o peso da torcida fez diferença e o Palestra ganhou de 4×0. ainda em 2022 as equipes se enfrentaram nas oitavas da Copa do BR, o São Paulo se deu a melhor nos penaltis e avanço para as quartas.

Já na temporada 2023 os clubes tiveram embate novamente na Copa do Brasil, desta vez nas quartas de finais da competição, o São Paulo se saiu melhor e quebrando o tabu de nunca ter ganhado no Allianz Parque venceu o Alviverde em sua casa por 2×1 se classificando para as semis e futuramente se consagrando campeão pela primeira vez do torneio diante do Flamengo.

Como se pode perceber, nos últimos anos a rivalidade ancestral entre os clubes vem se tornando cada vez mais quente, com quebras de tabus e jogos históricos.

A fase dos dois times no Campeonato Brasileiro de 2023 eram semelhantes, e muitos esperavam que fosse mais um clássico truncado, brigado e sem muitos gols, afinal o Palmeiras tentava se reestruturar do péssimo mês de setembro, no qual não ganhou nenhuma partida no Brasileirão, enquanto o São Paulo tentava se recuperar da ressaca do título da Copa do Brasil, além de querer com todas as forças ganhar sua primeira fora de casa no Brasileirão 23

O Jogo da 29ª rodada do Brasileirão mostrou definitivamente que clássico é clássico e que tudo pode acontecer, vejamos.

Palmeiras 5×0 São Paulo

A noite na terra da garoa estava linda e propícia para receber um belo jogo de futebol, a torcida do Palmeiras fez sua parte e lotou o Allianz Parque.

Abel escalou o Verdão novamente num 3-5-2, que tinha dado certo contra o Coritiba na última rodada, e entrou em campo com: Weverton no gol; Gómez, Luan e Murilo na Zaga; Mayke (Marcos Rocha), Richard Ríos (Fabinho), Zé Rafael, Piquerez e Veiga (Artur); Endrick (Rony) e Breno Lopes (Luis Guilherme).

Já o experiente técnico Dorival Júnior escalou o São Paulo num tradicional 4-2-3-1, com: Rafael no gol; Rafinha, Diego Costa, Beraldo e Caio Paulista; Alisson (Nathan), Gabriel Neves (Rodrigo Nestor), Lucas Moura (Wellington Rato), James Rodríguez (Jhegson Méndez) e Michel Araújo e David (Luciano) no comando do ataque.

Abel Ferreira foi muito esperto em sua escalação, pois conseguiu mapear o que tinha dado de errado na fatídica derrota por 2×1 que culminou na desclassificação da Copa do Brasil, com uma linha de 5 no meio, o Alviverde Imponente conseguiu suprimir os fortes avanços laterais da equipe Tricolor, sobretudo as chegadas surpresas do lateral Caio Paulista, que foi muito bem marcado por Mayke e Riuchard Ríos.

A bola rolou e o São Paulo tentava achar espaço entre as sólidas linhas do Palmeiras, como não conseguiam os passes de ruptura trocavam a bola de lado e prendiam um pouco nas pontas, enquanto isso, o Verdão tentava tomar a redonda a qualquer custo e já saía em direção ao gol.

Logo aos 5 minutos de jogo Veiga encontra belo passe para Myke na ponta, o lateral recebe a bola e acerta lindo cruzamento na cabeça de Richard Ríos, que faz belo movimento e cabeceia com força para baixo, Rafael chega a tocar na bola mas não consegue interceptá-la, gol do Palestra, porém Klaus é chamado pelo VAR que acusa impedimento milimétrico do colombiano.

O jogo continua com o Palmeiras em alta rotação, sobretudo achando diversos espaços atrás dos dois volantes tricolores e pelos lados do campo. Aos 11 minutos Endrick carrega a bola em direção a área e acha Breno Lopes fazendo o facão, o garoto mete bela bola e o criticado Breno chuta firme para boa defesa de Rafael.

O São Paulo por sua vez não conseguia ser incisivo e perdia a bola a toda hora, possibilitando chegadas fortes do Alviverde. Aos 15 minutos não teve jeito, o garoto Endrick carrega a bola pela direita e acha Raphael Veiga de costas para o gol entre as linhas são paulinas, o esperto meia vê a passagem de Mayke no corredor direito e já mete a bola de primeira, o lateral recebe, levanta a cabeça e dá lindo cruzamento em forma de arco para Breno Lopes, que chega só para colocar no fundo das redes, 1×0 verdão para loucura do Allianz Parque. Na comemoração Breno vai de encontro à torcida beijando o símbolo e dizendo “eu amo isso daqui”.

Breno Lopes comemorando o 1º gol do Palmeiras no Choque-Rei pela 29ª rodada do Brasileirão 2023. Foto: Cesar Greco/Palmeiras.
Breno Lopes comemorando o 1º gol do Palmeiras no Choque-Rei pela 29ª rodada do Brasileirão 2023. Foto: Cesar Greco/Palmeiras.

O jogo continuava pro Verdão, o Tricolor não conseguia jogar, e trocava muito a bola de um lado pro outro, e quando conseguia passar da segunda linha, o Palmeiras logo matava a jogada com faltas. Aos 25 minutos, Mayke da bela puxada e solta a bola para Ríos no meio de campo, o colombiano recebe a bola, vê Breno Lopes entrando em velocidade na área e acerta um passe magistral de trivela, o atacante recebe e de esquerda da belo toque por cima do goleiro Rafael, 2×0 verdão. Dessa vez Breno Lopes foi direto para a organizada e as pazes foram devidamente seladas.

Não tinha jeito, a noite era Alviverde, todos os ataques levavam perigo, aos 30 quase veio o hat-trick de Breno, que veio lá de trás para cabecear com força pra fora cruzamento do garoto Endrick, que também vinha fazendo uma ótima partida. Já aos 37 a situação que já não era boa fica ainda pior pro Tricolor Paulista, Lucas Mouira vai carregando a bola em direção à linha de fundo e sente fisgada na posterior, o craque do clube do Morumbi sai lesionado, logo ele que era o único que dava lampejos de um bom futebol no time do São Paulo.

Porém o pesadelo estava apenas começando para o torcedor são paulino, ainda antes do término do primeiro tempo veio o 3º gol palestrino. Após falta cobrada na área por Veiga, Zé Rafael tenta desviar de cabeça mas a bola bate na zaga tricolor, Zé então vai buscar a bola, toma a frente de rato que deliberadamente o empurra dentro da área, penalti para o Palmeiras, o encarregado desta vez é Piquerez, o completo lateral uruguaio pega a bola se concentra e cobra firme e rasteiro no canto direito de Rafael, que ainda toca na bola mas não consegue impedir o gol, 3×0 Palmeiras num primeiro tempo de almanaque.

O segundo tempo começa e logo aos três minutos o Palmeiras tem mais uma chance de gol, Veiga cobra escanteio curto para Breno Lopes, o atacante devolve para o meia que acha Ríos na entrada da área, o meia colombiano solta uma bomba de direita para bela defesa de Rafael, que estava fazendo de tudo para não deixar o placar mais elástico.

O jogo passa a ficar um pouco mais estudado e o Palmeiras parou de morder tanto o São PAulo que trocava a bola sem muita objetividade, até que aos 15 minutos as coisas pioram mais ainda para o Soberano, Rafinha é expulso após receber o segundo cartão amarelo, os dois por faltas cometidas no veloz e perspicaz Breno Lopes.

Daí em diante o São PAulo abdicou de jogar bola e o Palmeiras passou a aproveitar ainda mais os espaços, principalmente pelos lados com Piquerez e Mayke e depois com Marcos Rocha, que logo quando entrou aproveitou cruzamento açucarado de Piquerez na segunda trave para aumentar o placar, 4×0 Palmeiras.

Com as alterações promovidas pelo português Abel Ferreira o Palmeiras voltou a pressionar no campo do São Paulo e teve muitasn chances de ampliar o placar, inclusive Breno Lopes não fez seu hat-trick pois a bola parecia não querer entrar, afinal conseguiu pelo meno 2 ótimas antecipações em cruzamentos que quase entraram.

O tempo passava e o 5º gol estava cada vez mais sólido, e ele veio de maneira espetacular. Aos 41 minutos Marcos Rocha da direita acha bom passe para Piquerez na esquerda que domina a bola e de muito longe acerta um chute de extrema potencia e felicidade que morre no ângulo do goleiro Rafael, 5×0 Palmeiras, numa noite mágica da equipe comandada por Abel Ferreira.

O clássico feito pelo Palmeiras será lembrado por décadas, mas não só por causa do resultado, mas sim pelo futebol desempenhado, desenho tático perfeito além do raro acontecimento de que todos os jogadores palestrinos estavam em plena forma física e técnica. A equipe conseguiu explorar tanto o meio quanto as extremidades da defesa tricolor sobretudo com trocas de passes rápidas e precisas.

Como destaque máximo deste belo Choque-Rei, temos as pazes seladas entre Breno Lopes e a torcida palmeirense, bem como a atuação de gala do melhor lateral esquerdo em atuação no Brasil, Joaquín Piquerez.

Piquerez comemorando seu 2º gol e 5º do PAlmeiras no Choque-Rei válido pela 29ª rodada do Brasileirão 2023. Foto: Cesar Greco/PAlmeiras

Escrito por João Felipe Miller.

 

Artigos Mais Recentes
Tags: Brasileirão

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir