A fase de grupos do Paulistão 2024

Quartas de final paulistão 2024

Neste último domingo ocorreu a última rodada da fase de grupos do Paulistão 2024.

Acompanhe conosco jogos importantes da rodada e como ficou a situação dos grandes clubes na disputa.

Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do futebol estrangeiroInstagramFacebook e X.

Santos 3 x 2 Inter de Limeira

Duelo entre dois bons times da competição, o Peixe recebeu a Inter na Vila Belmiro.

O Santos jogava pela liderança geral do campeonato, mesmo sabendo que isto seria difícil, já que o Palmeiras enfrentava, no mesmo horário, o Botafogo-SP, na Arena Barueri.

Um mero empate do Verdão já deixaria o Peixe na segunda colocação.

De qualquer forma uma vitória era imprescindível, dado que o Red Bull Bragantino tinha possibilidade de atingir a segunda posição.

Lembramos que a classificação final é importante para fins de mando de campo na fase eliminatória.

Se tratando do jogo, foi uma partida e tanto.

Ambas as equipes buscaram a vitória, fazendo com que tivéssemos um jogo aberto desde o início.

A equipe de Vila Belmiro começou assustando com cobrança de falta de Otero, defendida por Max Walef.

Aos 15′, Felipe Jonatan tenta sair driblando no campo de defesa, mas é desarmado, já que a Inter de Limeira fazia a marcação alta, no campo do adversário.

A transição rápida é feita e Guilherme Lima é derrubado dentro da área por Nonato.

O experiente centroavante, Quirino, cobra com categoria deslocando João Paulo para abrir o placar.

A reação do Santos não tardou e apenas um minuto depois, Otero faz linda jogada, aplicando um belo drible sobre o lateral Cesar.

Como de costume, cruzou com precisão, na cabeça de Furch. O imperador argentino completou de cabeça para empatar a partida.

O jogo foi lá em cá. Aos 24′, bobeira da zaga do Santos que não corta cruzamento longo. Ademais, o sistema defensivo demorou a se recompor, fazendo com que Albano chegasse na bola e cruzasse para trás. A Inter ainda contou com a sorte, tendo em vista que quem chegava era Bochecha. O meia chuta todo errado, mas de alguma forma a bola chega nos pés de Quirino, livre de marcação.

Ele faz jus ao seu título de homem gol e finaliza no cantinho, para botar a Inter de Limeira na frente novamente.

Antes do fim do primeiro tempo, o time do interior paulista teve chance de ampliar com um eventual hat-trick de Quirino, mas João Paulo fez boa defesa.

A maior arma do Santos em busca do empate era Otero. O meia fez uma partida primorosa. Além da assistência, ele deu uma caneta histórica e levava muito perigo com cobranças de falta.

O empate do Peixe veio em bela jogada de Pedrinho, que foi derrubado dentro da área. O juiz, mais uma vez, assinalou a infração no ato.

Julio Furch foi para a bola e chutou com violência no cantinho. Jogo empatado aos 56′.

As equipes seguiam criando e não é exagero dizer que qualquer uma delas poderia sair com a vitória.

Porém, que saiu vencedor foi o Santos. Por uma infelicidade de Guilherme Lima, que fazia uma ótima partida. O meia da Inter de Limeira tenta recuar para Max Walef, mas não pega na bola em cheio.

Ela se oferece para Cazares, que sai cara a cara com o goleiro, tocando em sua saída, aos 84′.

Com a vitória, o Santos garantiu a segunda posição geral, com 25 pontos. Uma perspectiva muito positiva, se tratando de um clube que disputará a Série B neste ano e que brigou contra o rebaixamento no Paulistão nas três últimas edições.

O Peixe enfrenta a Portuguesa no dia 17/03, às 20h 15 (horário de Brasília) na Vila Belmiro.

A Inter de Limeira, por sua vez, fez um belo campeonato. Conseguiu a classificação, ficando na segunda posição do seu grupo e enfrentará o Red Bull Bragantino. Apesar de se tratar de um ótimo time de Série A, será um jogo aberto e a Inter tem chance de sair classificada se conseguir minimizar erros individuais. As equipes se enfrentam dia 17/03, às 16h (horário de Brasília) no Nabi Abi Chedid.

Raul Baretta/Santos FC

Foto: Raul Baretta/Santos

Palmeiras 1 x 0 Botafogo-SP

Mais uma vez jogando fora de seus domínios oficiais, o Verdão jogava por um empate para garantir mais uma campanha espetacular sob o comando de Abel Ferreira.

O adversário final foi o Botafogo-SP, que já não tinha objetivo na competição, uma vez que não tinha mais chance de classificação para a fase de quartas de final, tampouco de rebaixamento.

Embora o cenário fosse esse, quem levou mais perigo na primeira etapa foi o Fogão.

O lance que marcou a partida foi aos 37′, com a expulsão do zagueiro Matheus Costa.

Rony foi lançado em velocidade e sairia cara a cara com o goleiro. Entretanto, o juiz marcou a falta do zagueiro do Botafogo-SP e o expulsou.

Assistindo o lance repetidas vezes, é impossível verificar a existência da falta. Praticamente não há contato, muito menos faltoso. O que seria identificado como puxão de camisa é um toque sutil que claramente não influencia em nada a corrida do atacante.

Com um jogador a menos, o sistema de jogo do time do interior paulista foi desmantelado.

Com o início da segunda etapa, o Palmeiras passou a ter as melhores oportunidades, sobretudo com as subidas de Mike pela direita.

Foi assim, inclusive, que saiu o gol, aos 67′.

Mayke dá ótimo cruzamento para Rony, que cabeceia cruzado, em direção ao chão para marcar o gol da vitória.

O Palmeiras pega a Ponte Preta pelas quartas de final e é o favorito para avançar, bem como para se tornar o campeão.

A partida será no dia 16/03, às 18h (horário de Brasília) na Arena Barueri.

Palmeiras 1 x 0 Botafogo - Sem forçar, Verdão vence em Barueri

Foto: Rebeca Reis/Ag. Paulistão

Ituano 2×3 São Paulo

No jogo mais importante da última rodada, o São Paulo venceu o Ituano com gol nos acréscimos e garantiu sua classificação para próxima fase.

O Tricolor disputava a vaga com Novorizontino e São Bernardo, que venceram na rodada, portanto, caso o São Paulo empatasse, terminaria em terceiro lugar e não chegaria na fase de mata-mata.

O São Paulo criou sua primeira oportunidade de perigo logo aos 3 minutos. Calleri venceu a disputa com o adversário no corpo, invadiu a área e foi desarmado, mas no rebote Ferreirinha bateu de primeira, a bola desviou na zaga e Jefferson Paulino mandou para escanteio.

Aos 13 minutos, Thonny Anderson recebeu cruzamento e cabeceou sozinho entre os zagueiros. Rafael fez a defesa e a zaga afastou.

O São Paulo abriu o placar aos 18 minutos. Igor Vinícius cobrou escanteio, Calleri subiu mais alto que a marcação, escorou e Ferreira se antecipou para cabecear pro fundo das redes.

O Ituano respondeu rápido e empatou o confronto aos 27 minutos. Paiva fez jogada individual pela direita e cruzou na medida para Zé Carlos cabecear sem chances para Rafael.

Aos 35 minutos, Calleri recebeu o passe no pivô e deu um lindo toque de calcanhar para Luciano, que ficou cara a cara com goleiro, mas parou em Jefferson Paulino.

No minuto seguinte, o Tricolor ficou novamente na frente. Igor Vinícius fez bela jogada individual, foi até o fundo e cruzou para trás. Luciano pegou de primeira e marcou.

No intervalo, São Paulo, Novorizontino e São Bernardo estavam ganhando suas partidas, assim com esses placares, apenas São Paulo e Novorizontino garantiam vaga para a próxima fase.

Em duas oportunidades, aos 12 e 16 minutos do segundo tempo, Juan parou em Jefferson Paulino em finalizações na grande área.

Aos 36 minutos, José Aldo arriscou de fora da área e Rafael fez a defesa em dois tempos.

Aos 43 minutos, o Ituano chegou ao gol de empate. Bruno Alves cruzou e depois de bate-rebate na área, Zé Carlos bateu forte, marcando o segundo gol do Galo.

Com os resultados de momento, o Tricolor seria eliminado, pois empatava, enquanto Novorizontino e Mirassol venciam suas partidas.

O São Paulo não desistiu. Aos 45 minutos, Juan avançou em velocidade, invadiu a área e mandou uma pancada que explodiu na trave.

Aos 48 minutos, Marlon cometeu pênalti em Juan e, após revisão no VAR, Raphael Claus marcou. Lucas foi para a cobrança com uma enorme responsabilidade, bateu com segurança e deu a vitória para o São Paulo.

Com a vitória, o Tricolor se classificou em primeiro no grupo com 22 pontos, seguido de Novorizontino com os mesmos pontos e São Bernardo, que ficou em terceiro, com 21 pontos.

O regulamento do Paulistão é cruel, pois o São Bernardo fez mais pontos que todos os outros segundo colocados, além de ficar na frente, no saldo de gols, do Bragantino, líder do grupo C.

O Ituano ficou em último lugar no campeonato, com apenas 6 pontos e deixará de participar da elite do Paulistão após 23 anos.

O São Paulo enfrenta o Novorizontino, em jogo único pelas quartas de final, no Morumbis no dia 17/03 às 18 horas (horário de Brasília).

Ituano 2 x 3 São Paulo - Galo é rebaixado e Tricolor avança no sufoco

Foto: Rubens Chiri / Saopaulofc.net

Água Santa 0x0 Corinthians

O Corinthians chegou para a última rodada do Paulista sem chances de classificação para a fase de mata-mata, enquanto o Água Santa tinha a possibilidade de ultrapassar a Ponte Preta e garantir sua vaga, porém o finalista do ano passado apenas empatou e não conseguiu chegar nas fases mais agudas da competição.

Aos 8 minutos, Bruno Xavier recebeu a bola na área, cortou a marcação e bateu com perigo para defesa de Carlos Miguel.

Aos 15 minutos, Neilton deu belo passe para Bruno Xavier na área, que bateu cruzado e a bola passou raspando a trave.

Aos 26 minutos, Luan Dias cobrou falta e a bola passou perto do gol.

Aos 33 minutos, Júnior Todinho deixou Bruno Xavier na cara do gol, mas o ponta bateu pra fora.

Aos 35 minutos, Bruno Xavier recebeu em velocidade e ficou cara a cara com Carlos Miguel, a bola passou pelo goleiro e quase foi para o gol. Hugo tirou em cima da linha e evitou o gol.

Aos 46 minutos, Ryan Gustavo fez falta em Neilton, levou o segundo amarelo e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Água Santa se lançou ao ataque, pois caso a Ponte Preta fosse derrotada pelo Santo André e o Netuno vencesse, garantiria a classificação.

Aos 15 minutos, Alex Silva cruzou, Júnior Todinho cabeceou sem marcação e Carlos Miguel fez a defesa.

Aos 29 minutos, Neilton tentou o gol olímpico na cobrança de escanteio, mas Carlos Miguel estava esperto e fez a defesa.

Aos 36 minutos, Luan Dias deixou Jael na cara do gol, mas o centroavante mandou pra fora.

O Corinthians teve suas primeiras oportunidades de perigo apenas aos 44 minutos. Arthur Sousa avançou pela esquerda e bateu para a defesa do goleiro. No rebote, Giovane cortou a marcação, mas mandou para fora.

Aos 46 minutos, Arthur cruzou, Jael se antecipou, mas cabeceou para fora.

Na luta pelo segundo lugar do grupo B, a Ponte Preta foi derrotada pelo rebaixado Santo André , dessa forma o Água Santa se classificaria com uma simples vitória, mas não conseguiu furar a defesa do Corinthians e ficou em terceiro no grupo.

Água Santa x Corinthians, Ryan

Foto: Leonardo Lima/AGIF

Guarani 1×0 Bragantino

O Guarani corria sério risco de rebaixamento, mas venceu o Bragantino no Brinco de Ouro da Princesa e se manteve na elite do Paulistão.

O Guarani abriu o placar logo aos 8 minutos. Diogo Mateus avançou pela direita e cruzou na medida para Pablo Thomaz empurrar para o fundo das redes.

Aos 15 minutos, Régis tentou surpreender, arriscou do meio campo e Lucão encaixou a bola tranquilamente.

Aos 17 minutos, Vitinho bateu colocado e levou perigo para a meta de Vladimir.

Aos 23 minutos, Bruninho cruzou forte e Gustavinho cabeceou para fora.

Aos 37 minutos, Gustavo França encontrou bom passe para o zagueiro Léo Santos na área, que bateu cruzado, perto da trave.

Aos 42 minutos, Régis ficou cara a cara com o goleiro, driblou, mas bateu pra fora.

Aos 11 minutos do segundo tempo, Vitinho cobrou escanteio no segundo pau, Douglas Mendes subiu muito bem e acertou a trave.

Aos 20 minutos, Gabriel arriscou de longe e a bola passou do lado da trave.

A vitória do Guarani foi essencial para se manter na primeira divisão do Paulistão, pois o Santo André venceu sua partida diante da Ponte Preta, mas não conseguiu escapar do rebaixamento, por conta do triunfo em Campinas.

O Bragantino enfrenta a Inter de Limeira dia 17/03, às 16h (horário de Brasília) no Nabi Abi Chedid.

Pablo Thomaz esticou o pé esquerdo e completou para as redes (Alexandre Battibugli/Ag. Paulistão)

Foto: Alexandre Battibugli/Ag. Paulistão

Panorama Geral Paulistão 2024

Foi um torneio surpreendente até aqui, sem dúvidas.

O primeiro ponto interessante é a posição do Santos. Um time que foi rebaixado pela primeira vez na sua história teve de fazer uma reestruturação completa de gestão, comando e elenco.

Poucos jogadores foram mantidos e a filosofia de trabalho foi alterada. Mesmo assim, a equipe de Pelé vem tendo ótimos resultados, demonstrando frutos de um trabalho bastante recente.

Isto se traduz muito pela escolha das peças corretas, do comando de Carille e também do apoio incondicional da torcida, que mesmo passando a maior vergonha de sua história, segue incentivando a instituição em jogos dentro e fora de casa.

O outro ponto surpreendente foi a montanha russa de emoções vividas pelo Corinthians no torneio.

Nós havíamos avisado em textos anteriores que esta é um competição de tiro curto. Apenas 12 rodadas, muitas vezes disputadas duas vezes por semana.

O Timão sofreu sob a batuta de Mano Menezes, que se durasse mais tempo, poderia ter levado o time à segunda divisão do Paulistão.

Mas a correção de rota foi feita à tempo e Antonio Oliveira, o popular Tonhão da Fiel, achou boas soluções e principalmente, elevou o moral dos atletas.

A melhora foi gritante, mas não o suficiente para classificar a equipe para a fase final. Desta forma, o Corinthians deverá conseguir uma vaga para a Libertadores se quiser jogar a Copa do Brasil de 2025, tendo em vista que a qualificação se dá pelo acesso às quartas de final do Paulistão.

Surpresa também foi o São Paulo se classificando apenas no último lance da partida.

Os pontos negativos não se atém apenas ao jogo contra o Ituano, que teve um segundo tempo foi fraquíssimo. A equipe de Itu, que já teve dias melhores, vive uma fase terrível e apresentou um futebol de baixo nível na competição, inclusive na partida final.

Apesar disto, o São Paulo jogou mal esta e outras partidas. O que não é o fim do mundo, já que Carpini apenas inicia seu trabalho. Entretanto, o título da Supercopa do Brasil pode ter emocionado alguns corações tricolores.

O que vimos no Paulistão foram atuações irregulares. Um outro ponto é que de fato o São Paulo caiu num grupo muito qualificado, em que o Novorizontino e São Bernardo fizeram lindas campanhas.

O São Bernardo, por exemplo, se classificaria em todos os outros grupos.

De toda forma, a expectativa de Novorizontino e São Paulo é um confronto bastante parelho, já que o time do interior do estado já possui um ótimo entrosamento pela base longeva de trabalho.

O Tricolor, por sua vez, tem um elenco de nível, mas ainda busca as melhores alternativas de jogo.

Agora, aquilo que não surpreendeu foram as campanhas de Red Bull Bragantino e Palmeiras.

O Braga movimenta fortemente o cenário paulista e nacional. Hoje, temos cinco equipes muito fortes no estado e o esquema de quatro grupos parece não estar condizente com a realidade atual.

Embora esteja na Série A e a Inter de Limeira na Série D, o confronto deve ser equilibrado pelo que a Inter apresentou neste campeonato.

O Palmeiras não é novidade também. Chega para ganhar mais um Paulistão e é o amplo favorito para faturar mais um título.

E para vocês? Quem será o campeão?

Escrito por Vitor F L Miller e Henry Miller.

Artigos Mais Recentes
Tags: Futebol Internacional

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir